Lédio elogia banco do Flamengo, e Roger critica formação.

SporTV – Com dois gols de Alecsandro, o
Flamengo derrotou o Vasco por 2 a 1, no Maracanã, neste domingo, em partida
marcada por um temporal que obrigou a paralisação do jogo ainda no primeiro
tempo. E, para o comentarista Lédio Carmona, o Rubro-Negro levou a melhor na
etapa final por ter melhores opções no banco de reservas.

– Foi um bom jogo, dramático, tenso, pegado,
com muita rivalidade, equilibrado na maior parte do tempo. O Flamengo acabou
chegando à vitória porque teve mais opções, teve mais soluções no banco para
mudar o jogo segundo tempo. Isso acabou se tornando decisivo – disse o comentarista.
Apesar de ver uma superioridade do Flamengo,
Lédio Carmona afirmou que o gol da vitória, em cobrança de pênalti, veio em uma
jogada “desnecessária” de Guiñazu. O volante do Vasco derrubou
Marcelo Cirino dentro da área, mas o atacante rubro-negro tinha marcação de
outro Cruz-Maltino.
– O pênalti é desnecessário. Aconteceu, é
flagrante o empurrão do Guiñazu no Marcelo Cirino. Mas o Anderson Salles já
estava chegando em cima, não precisava fazer o pênalti – disse Lédio.
Para o comentarista Roger Flores, o Vasco
começou melhor a partida, mas acabou saindo atrás do placar graças a um erro do
goleiro Martín Silva. O arqueiro tentou sair jogando com o zagueiro Rodrigo,
mas a bola parou em uma poça, por causa da forte chuva. Alecsandro aproveitou e
fez o gol.
– O Vasco foi bem melhor no primeiro tempo, mas
o Flamengo faz um gol em um erro grotesco do Martín Silva. Já estava chovendo
muito, o campo estava encharcado e ele tenta sair com a bola rolando. Em vez de
sair por cima, ele sai por baixo. Ele tem que ter a percepção disso, é um
goleiro experiente, de seleção. Ele sai por baixo, e o gramado está sem
condição nenhuma.
Roger Flores acredita que o Flamengo foi
superior na etapa final após as mudanças feitas pelo técnico Vanderlei
Luxemburgo no segundo tempo.
– Eu não gosto do Flamengo com três volantes e
com o Alecsandro, isso limita muito os movimentos dos atacantes que jogam pelos
lados. O Luxemburgo coloca o Éverton e tira o Gabriel. Ele poderia manter o
esquema, mas inverte todo mundo. Ele coloca o Márcio Araújo na direita, com o
Éverton na esquerda e coloca o seu melhor jogador no meio, junto com o
Alecsandro. E, em uma dessas, consegue o pênalti.

Com o resultado, os dois rivais somam 26 pontos
no Carioca, mas o Flamengo leva vantagem no saldo de gols, ficando em terceiro
lugar. O Cruz-Maltino é o quarto. A liderança é do Botafogo, com 28.