Na Europa, clássico é jogado; no Brasil, brigado.

Compartilhe esta notícia
ESPN –
Deveriam ser as partidas mais bem jogadas dos Estaduais, já que envolvem os
elencos mais caros. Mas, no Brasil, clássico é sinônimo de pancadaria,
reclamações e mais um arsenal de falta de educação, ao contrário do que
acontece na Europa.
O
ESPN.com.br levantou o número de faltas dos clássicos dos quatro estaduais mais
tradicionais do país na temporada 2015, e também dos duelos entre os principais
clubes na Espanha, Alemanha e Inglatera.
E,
enquanto no Brasil o número de infrações explode nos clássico na maioria dos
casos, na Europa o efeito é praticamente nulo, ou até positivo.
Caso
emblemático é o do Corinthians. O time fez 13 jogos contra pequenos no
Paulista-2015. Neles, o número de faltas (cometidas e sofridas) foi
praticamente “europeu”: apenas 27. Já nos clássicos contra Palmeiras,
São Paulo e Santos, o número de infrações nas partidas do time de Tite dispara
para, em média, 41.
Coisa
bem diferente acontece na Espanha. Lá, Barcelona e Real Madrid têm uma
rivalidade histórica e jogadores e torcedores que vivem se provocando. Mas, nos
dois jogos entre os times nesta temporada, a média foi de só 21,5 faltas,
abaixo até da média geral dos times no Espanhol: 23, sempre contando cometidas
e sofridas.

Somando
os 17 clássicos entre os 12 times mais tradicionais do país nos estaduais em
2015, a média de faltas é de 36,6 faltas por partida, contra 22,6 dos clássicos
europeus nas ligas de Alemanha, Espanha e Inglaterra.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here