Aos 102 anos, ex-goleiro diz que Flamengo é ‘sua vida’.

11
SPORTV
– O Flamengo completou 120 anos de existência no último final de semana com
direito a uma festa no Maracanã. Presente no amistoso contra o Orlando City,
time dos Estados Unidos, estava presente um ex-jogador cuja história se
confunde com a do próprio clube. Aos 102 anos, completos este ano, o ex-goleiro
Fernandinho esbanjou simpatia ao recordar sua relação com o Rubro-Negro – uma
trajetória de mais de nove décadas.
– O
Flamengo foi minha vida e continua sendo – resume.
O
ex-goleiro é do tempo em que o Flamengo jogava no bairro que deu nome ao clube
e tinha cede na rua Paysandu, no Rio de Janeiro. Ele fez parte do último time
amador do Rubro-Negro, que atuou em 1932, e consequentemente ingressou no
primeiro grupo profissional, em ação no ano seguinte.
Fernandinho
guarda uma relação especial com o rival Fluminense. A estreia em clássico foi
justamente diante do adversário das Laranjeiras, com vitória por 1 a 0, em
1931. Ainda disputando o campeonato amador, o ex-jogador se recorda de uma
goleada sobre o Tricolor que “vingou” um episódio de sua infância.

Eu, em 1919, meu irmão me levou para ver um jogo, eu era um garoto, tinha 7 ou
8 anos, mas nunca me esqueci desse jogo. O Flamengo perdeu de 4 a 0 do
Fluminense e o Fluminense foi tricampeão carioca; No gol jogava o Marcos
(Carneiro), que eu fui jogar contra ele em 32. (Foi) na vingança – relembra.
Fernandinho
viu todos os melhores times e ídolos do Flamengo, gênios como Leônidas da
Silva, inventor da bicicleta que atuou no clube nos anos 30, Zizinho, da década
de 40, e Zico, ícone dos anos 80. Para ele, o Galinho foi o maior de todos com
a camisa rubro-negra.
– O
Zico foi muito completo, né? É o tal negócio, o Zico teve um bolo muito grande,
mas o Zico foi extraordinário – recorda.
O
ex-goleiro também se vangloria por ter aconselhado jogadores como Petkovic,
Bebeto e Julio Cesar. Fernandinho garante que teve papel importante em guiar o
arqueiro antes dele se transferir da Gávea para a Inter de Milão, em 2005.

Bom goleiro, né? Não errei porque ele foi depois pra Itália, foi pra isso –
disse.
O
Flamengo superou o Orlando City por 1 a 0 no duelo comemorativo. O Rubro-Negro
volta a campo diante do Santos, nesta quinta-feira, às 22h (de Brasília), pela 35ª
rodada do Campeonato Brasileiro. O time é o 11º colocado na tabela, com 47
pontos.

COMENTÁRIOS: