Cirino terá o futuro resolvido após eleição no Flamengo.

7

GLOBO
ESPORTE – Marcelo Cirino terá de aguardar um pouco para definir seu futuro. O
atacante tem pouca chance de permanecer no Flamengo para a próxima temporada e
já recebeu propostas e sondagens de diversos times brasileiros. No entanto, a
prioridade da Doyen Sports, grupo de investimentos que levou o camisa 7 para o
Rubro-Negro, é a transferência para o exterior. Como o negócio depende também
do clube da Gávea, a situação só será resolvida após a eleição presidencial do
dia 7 de dezembro, segundo o representante da Doyen na América Latina, Renato
Duprat.

Seis
equipes brasileiras já demonstraram interesse em Cirino: São Paulo,
Internacional, Grêmio, Cruzeiro, Palmeiras e Santos. De acordo com Duprat, dois
deles – não quis revelar quais – acenaram com a possibilidade de pagar uma
quantia em dinheiro, mas os valores são considerados baixos. Os demais só topam
a troca por outros jogadores, opção que não agrada à Doyen.
Cirino
está em fase final de recuperação de lesão no menisco do joelho direito. Ele
tem chance de voltar a ficar à disposição de Oswaldo de Oliveira na última
rodada do Campeonato Brasileiro, contra o Palmeiras, no dia 6. O Rubro-Negro
não briga por mais nada na competição.
Na
articulação entre o Flamengo e a Doyen Sports, no fim de 2014, ficou acordado
que o clube da Gávea pagará 5 milhões de euros por 50% dos direitos sobre
Cirino ao fim de um contrato de três anos, até o fim de 2017. Caso o atacante
seja negociado antes disso, o Fla ficará com 20% do valor e a Doyen, com 80%.
Quando o jogador estava em boa fase, no começo da temporada, o clube estava
considerando comprar seu passe, mas só ao fim do período de três anos.
O
camisa 7 e mais quatro jogadores foram afastados pela diretoria do Flamengo no
fim de outubro por terem participado de uma festa após um treino pela manhã, e
foram reintegrados ao elenco uma semana depois. Eles também foram multados no
salário.

Marcelo
Cirino fez 46 jogos pelo Flamengo e marcou 11 gols. O último foi em julho, na
vitória por 1 a 0 sobre o Goiás no Serra Dourada. O número de vezes em que
balançou as redes é relativamente baixo, mas ele é o artilheiro da equipe na
temporada ao lado de Alecsandro, que se transferiu para o Palmeiras. Após boas
atuações no Carioca, no meio do ano houve sondagem forte do Porto por Cirino,
mas o Fla o segurou. Na sequência, o atacante acabou caindo de produção e virou
reserva, principalmente com as chegadas de Guerrero e Emerson Sheik.

COMENTÁRIOS: