É preciso muito mais do que vencer dentro de campo.

11
LANCENET
– De fato, o ano já acabou para o Flamengo, no que diz respeito ao Campeonato
Brasileiro 2015. Mas, por outro lado, a movimentação nos bastidores para
reforçar a equipe para 2016 está a todo vapor, mesmo com a corrida eleitoral. O
técnico Oswaldo de Oliveira tenta reforçar a ideia de jogar as três últimas
partidas com seriedade para que o Flamengo recupere um pouco a dignidade frente
aos seus torcedores, mas conseguir implementar isso em campo é bastante
complicado, ainda mais que sabe-se claramente que ele não é o principal nome
para comandar a equipe nos próximos anos. Poucos são aqueles que querem mostrar
serviço para renovar contrato. Porém, é preciso vencer, ainda mais em Brasília,
no Mané Garrincha, que serviu como desafogo para o Rubro-Negro em diversos
momentos desde 2013.
É
preciso vencer para que a confiança volte na Gávea para que no ano que vem as
coisas se iniciem de uma maneira mais tranquila, e que o time possa dar
alegrias que foram deixadas de lado em 2015.
A
diretoria, independentemente de quem vença o pleito do dia 7 de dezembro, tem
de dar tiros certeiros, com nomes ideais para envergar a camisa rubro-negra nos
próximos anos. Não só sendo um importante jogador, mas que também possa
representar bem a história do Flamengo dentro e fora das quatro linhas.
Vale
ressaltar, é preciso vencer sempre em se tratando de Flamengo, brigar pela
ponta, mas ao mesmo tempo pagando as contas, com os salários em dia. O torcedor
não aguenta mais pagar para assistir a um time, que por muitas vezes, não
mostra vontade de estar defendendo o Rubro-Negro. É preciso sempre mais. Quando
está ruim, é preciso melhorar. Quando está bom, diga-se, também ainda é preciso
melhorar!
Pedro
Barboza

COMENTÁRIOS: