Fio de esperança.

12

GILMAR
FERREIRA – Pois então, aconteceu o que já se esperava: com o empate em 1 a 1
com o Corinthians, em São Januário, o Vasco chega à reta final do Brasileiro
numa disputa acirrada com os clubes de Santa Catarina pela permanência na Série
A.

E
eis que dois deles têm confrontos com o Fluminense, rival chamado à briga
política por conta da acomodação das torcidas no lado direito das arquibancadas
do Maracanã.
Resta
saber agora como será o comportamento dos tricolores nestes jogos contra o
Avaí, em Cariacica, e o Figueirense, em Florianópolis.
Aposto
no fiasco rotundo…
DESAFIO.
Mas
o Vasco mostrou no jogo desta quinta-feira que pode se superar ao tentar
igualar o jogo de um Corinthians mais qualificado e merecidamente campeão.

E
chegou a estar vencendo por 1 a 0 jogando com um veterano a menos já que o
tresloucado Rodrigo aprontou mais uma e foi muito bem expulso.
Mesmo
não precisando do resultado para festejar o título, o Timão foi pra cima e o 1
a 1 deixou gosto amargo.
Menos
mal que os vascaínos souberam reconhecer o esforo do time e deixaram o estádio
com a sensação de que o Vasco pode não depender dos tricolores.
Como?
Vencendo
Joinville, Santos e Coritiba _ o primeiro e o terceiro, fora de casa.
Se
somar os nove pontos, o Vasco tem chances reais de ficar entre os grandes.
ESTRANHO.

no Sul, o Fluminense suportou o quanto pôde o maior poder ofensivo do Grêmio na
Arena Olímpica, mas não conseguiu mais do que perder por 1 a 0.
O
gol foi de Luan, cobrando pênalti.
Foi
a décima-segunda derrota tricolor nos últimos 16 jogos, com apenas três
vitórias _ ou seja, uma campanha de rebaixado no returno.
O
time desconcentrou-se totalmente e se não abrir os olhos chega à última rodada
passano sufoco na partida contra o Figueirense no Heriberto Hulse.
Embora
eu não acredite mais na competitividade deste grupo em 2015, é bom que Eduardo
Baptista redescubra uma forma de remotivar seus jogadores…
MORNO
Melhor
do que falar no 0 a 0 sem graça entre Flamengo e Santos na Vila Belmiro, é
dizer que Oswaldo de Oliveira tem os dias contados no comando técnico.
A
assessoria do treinador diz que ele desconhece a hipótese de proposta do
futebol chinês, mas a diretoria já não confirma sua permanência para 2016.
Cresce
nos bastidores a preferência por Muricy Ramalho, nome preferido de Flávio
Godinho, futuro vice de futebol se Eduardo Bandeira for reeleito.

quem garanta, inclusive, que Godinho já conversou com o técnico quatro vezes
campeão brasileiro (2006/07/08 e 10) e tem tudo apalavrado com ele.
O
final de ano na Gávea promete fortes emoções…
DEVER DE CASA.
Sexta-feira
perfeita para o Botafogo conquistar o título da Série B e dar a sua torcida o
direito de gritar que é campeã.
O
jogo contra o ABC é no Mané Garrincha, em Brasília, palco perfeito para a
celebração.
E
não me venham tentar desmerecer o título em face de seu caráter secundário.
Pois,
em termos técnicos, sua disputa por pontos corridos oferece um grau de
dificuldade maior do que o campeonato da Federação de Rubens Lopes.
Por
muitos anos, o Nacional foi disputado em fase de grupos, com o campeão tendo
topado pelo caminho com dois ou três clubes de expressão.
Só.
Portanto,
a vitória hoje deve ser encarada como grande desafio e a conquista, se vier,
como um baita prêmio à superação de muitos…

COMENTÁRIOS: