Flamengo e Santos.

16
BLOG
DO TORCEDOR – Foi uma comemoração meio borocoxô, posto que nem uma festinha o
nosso “marqueti” sabe organizar. Até mesmo porque festividades não
foram exatamente o nosso forte em 2015. E pior que o povo emplumado de terno e gravata
nem podia pedir ajuda para a parte mais festeira do elenco. A última organizada
pelo Bonde da Stella, além de ter dado rolo antes do fim, pelas fotos não era o
que se pode chamar de o local mais animado do mundo.
Perdida
a chance de fazer uma daquelas de arromba em comemoração aos nossos muito bem
vividos 120 anos, hora de voltar as atenções para o pouco que nos resta de
jogos na temporada. Segundo o Ayrton, a hora é de focar no Brasileirão
(???!!!). Não se sabe muito bem o objetivo da frase ou qual seria a outra
opção. O correto mesmo seria usar essa raspa de tacho e já ligar as turbinas
para 2016, incluindo aí um término decente nessas quatro últimas rodadas.
Notícias
vindas dos últimos treinos dão conta de um Oswaldo empolgado no comando das atividades.
Daí pode significar que houve sinalização de um interesse em sua permanência…
Como também pode não significar porra nenhuma, não é verdade?
Os
dirigentes (verdes, brancos ou azuis) não andam com tempo e/ou competência para
pensar nesse troço de pobre chamado futebol. Enquanto se engalfinham nas redes
sociais e diante das câmeras, vão torrando um qualquer na campanha para chegar
(ou permanecer) no poder. Não é momento para austeridade financeira.  Eu não acompanho porque dá náuseas, mas
alguém aí sabe dizer se o marketing eleitoral de qualquer das chapas é bom ou
pelo menos aceitável? Porque se é, há algo muito errado no conjunto geral da
obra não é mesmo?
O
jogo em si não deve ser lá de muita empolgação. O Santos pensando, de forma
justa, na Final da Copa do Brasil que se aproxima, e o Flamengo pensando em sei
lá o que. Na morte da bezerra e no roteiro das férias, provavelmente. Não deve
ter acontecido, por motivos óbvios, mas alguma força superior de comando já
devia ter dado uns socos na mesa e deixado claro que novembro e dezembro seriam
meses do Processo Seletivo para a Tripulação da Barca.
Eu e
meus companheiros faremos o pouco que está ao nosso alcance. Estaremos no
estádio apoiando. Como já disse um dia, não é porque jogador não joga e
dirigente não dirige que torcedor deixa de torcer. De qualquer forma, ando com
saudades da Vila. Lugar simpático e com cara de estádio, em oposição às
pasteurizadas arenas fifenses. Em 2014 foi no Pacaembu, em 2013 em Brasília, e
alguns boatos deram conta de que o desse ano quase foi parar em Manaus. O troço
é aproveitar pra comer um sanduba nos bares próximos e depois assistir o jogo
fazendo uma social na arquibancada. Mesmo sabendo que basta um gol a nosso
favor pra gente passar a mão no celular, abrir a tabela e dar uma espiada no
tal do G5…. Ah tá… Vai dizer que você não olhou ainda?  Sei.
Imagens
tremidas e comentários idiotas ao vivo de Santos em @sorinmercio lá no Twitter.
Preferindo…
Mercio Querido no Instagram e Facebook.
MESA DA ARCOIRIZADA
Enquanto
o fluminenCe vai levando o que resta de 2015 também de forma sonolenta, e o
Botafogo vai tentando carimbar de vez o título da série B (vai ter
comemoração?), o Vasco enfrenta roteiro digno de filme de horror. Tenta sair do
Z4 enfrentando o ainda-não-mas-quase-lá Campeão, Corinthians.

COMENTÁRIOS: