Willian Arão devolve dinheiro, e Flamengo fica mais perto.

33

Willian
Arão

e Botafogo definitivamente não falam a mesma língua. Enquanto o clube faz de
tudo para manter o jogador no elenco, o volante deixa claro que não se vê em
General Severiano em 2016. Nesta sexta-feira, o Alvinegro realizou o depósito
de R$ 400 mil referente à cláusula de renovação automática até o fim de 2017,
estabelecida em contrato assinado pelas duas partes.
A carreira do jogador é agenciada pelo
próprio pai, Flávio Arão, que mantinha conversas com o Botafogo freqüentemente.
O volante se valorizou bastante nesta Série B e acredita que poderá conseguir
um contrato melhor com outro time. O problema é que o Alvinegro bate na tecla
da cláusula automática.
Um dos interessados em contratar Willian Arão é o Flamengo. O rival, porém, diz que
não entrará em briga judicial para fechar negócio. Mais que isso. O Rubro-negro
diz que só tentará o jogador se o mesmo estiver livre no mercado. O clube da
Gávea pode até mesmo desistir do atleta caso a negociação seja muito arrastada.
E justamente por isso a situação começa a se
complicar para Arão. Para ficar sem vínculo com o Botafogo, o jogador terá que
ir à Justiça e provar a irrelevância da clausula que assegura a renovação
automática com o Alvinegro. E a diretoria de General Severiano está pronta para
o embate.
“O Botafogo não é barriga de aluguel.
Temos nossos direitos. Fizemos a nossa parte e exercemos a clausula da
continuação do contrato. A partir do momento que o jogador devolve o dinheiro,
mostra que não quer ficar, mas vou dar a ele o benefício da dúvida. Nossas
portas estão abertas para eles nos procurarem. Pelo visto, agora será uma
batalha judicial”, disse o presidente Carlos Eduardo Pereira ao UOL
Esporte.

Willian
Arão

chegou pouco valorizado ao Botafogo no começo do ano. Ainda aos 20 anos, o
volante havia integrado o elenco campeão mundial pelo Corinthians em 2012, mas
teve passagens discretas por Portuguesa, Chapecoense e Atlético-GO entre 2013 e
2014.  No Alvinegro, o bom futebol o
tornou peça fundamental para o acesso e título da Série B.

COMENTÁRIOS: