Bandeira de Mello vence adversários com larga vantagem e é reeleito no Fla

10

GE – Sem dar chances aos adversários, Eduardo Bandeira de Mello se reelegeu,
na noite desta segunda-feira, presidente do Flamengo para os próximos três anos
– 2016, 2017 e 2018 -, em votação realizada na sede do clube, na Gávea. Com
pauta de boa saúde financeira e redução de dívidas em seu primeiro mandato,
conquistou vitória folgada. Arrebatou 1652
votos
, contra 834 de Wallim e 259 de Cacau.
O grande desafio agora é fazer com que o
futebol, enfim, engrene. Para triunfar no carro-chefe do clube, a aposta é no
técnico Muricy Ramalho, que será apresentado até quarta-feira. Apesar das
conquistas da Copa do Brasil (2013) e do Carioca (2014), o desempenho ruim no
Brasileiro marcou a gestão negativamente. Sua melhor colocação foi registrada
no ano passado – 10ª. Em 2013, o Fla foi 16º e em 2015, 12º.

Administrador de 62 anos, Bandeira de Mello entrou na vida
política do Flamengo
quase que por acaso. Colega de Wallim no BNDES, Bandeira teve de substitui-lo
nas eleições passadas após o antigo aliado ter sido impugnado, situação que se
estendeu ao seu vice, Rodolfo Landim. Em 2012, Bandeira conquistou vitória com
larga vantagem, arrebatando 1414 votos de 2675 válidos – 52,85%. Foi seguido
por Patrícia Amorim, sua antecessora, que registrou 914 votos (34,16% dos
válidos). Jorge Rodrigues, com 347 votos (12,97% dos válidos), terminou na
terceira colocação.

COMENTÁRIOS: