Como um Flamengo x Vasco acabou com a temporada de Guerrero

10

UOL – Dia 26 de agosto de 2015. Flamengo
e Vasco se enfrentaram no Maracanã pela segunda partida das oitavas de final da
Copa do Brasil. Aos 17min, Guerrero
sofreu uma grave lesão no tornozelo direito após disputa com o volante
Serginho. Ele deixou o gramado amparado pelo médico Márcio Tannure e viu a
trajetória com a camisa rubro-negra mudar de rumo.
O Flamengo foi eliminado da competição no dia em que
também pode-se dizer que a temporada do atacante peruano terminou. Até o
clássico contra o rival de São Januário, Guerrero
havia disputado nove jogos e feito quatro gols. Depois da fatídica partida, o
camisa 9 entrou em campo oito vezes e não mais balançou as redes.
Neste período, a principal contratação da
temporada foi bastante questionada. Guerrero
não escondeu a insatisfação e o nervosismo. Ele passou a ser punido com freqüência
e terminou 2015 com oito cartões amarelos e um cartão vermelho.
O fato é que o peruano não desempenhou o que
dele se esperava desde a lesão. Por diversas vezes, o camisa 9 reclamou de
dores no local após treinamentos e jogos e compartilhou com pessoas próximas a
falta de confiança para entrar em campo. Segundo relatos, ele nunca esteve 100%
depois daquele Fla x Vasco.
Conviver com a dor se tornou comum e foi
necessário realizar infiltração para atuar. Guerrero encerrou o ano sem jogar e colocando um ponto de
interrogação na cabeça do torcedor. Como será o 2016 do atacante?

O incômodo no tornozelo já faz parte do
passado? É o que os rubro-negros esperam, principalmente o próprio Paolo Guerrero, que reconhece a dívida
com a torcida depois de uma chegada repleta de expectativa.

COMENTÁRIOS: