Estudo mostra Fla como líder em receitas no futebol do Brasil em 2014

10

LANCE! – A ascensão financeira do Flamengo
continua a aparecer ano a ano no futebol brasileiro. De acordo com estudo da
BDO, que avaliou as marcas dos clubes brasileiros em 2014, o Rubro-Negro subiu
em 27% sua receita total, deixando para trás São Paulo e Corinthians para
assumir a liderança entre os mais rentáveis do ano passado.
As receitas totais do Flamengo chegaram a R$ 347 milhões –
incluindo bilheteria, transferências, clube social, cotas de TV, patrocínios de
publicidade e cotas de TV. Os números continuam altos quando não são
considerados valores das transferências – R$ 327,3 mi (6% a menos).
Confira a lista detalhada de receitas totais
em 2014 (e saldo em relação ao ano anterior) divulgada pela BDO:
1 – FLAMENGO – R$ 347 milhões (R$ 74 mi de crescimento)
2 – CORINTHIANS – R$ 294,4 mi (R$ 21,6 mi a
menos)
3 – SÃO PAULO – R$ 253,4 mi (R$ 109,4 mi a
menos)
4 – PALMEIRAS – R$ 244,1 mi (R$ 67,2 mi de
crescimento)
5 – CRUZEIRO – R$ 223,2 mi (R$ 35,3 mi de
crescimento)
6 – GRÊMIO – R$ 212,1 mi (19,7 mi de
crescimento) 
7 – INTERNACIONAL -R$ 205,1 mi (R$ 54,5 mi a
menos)
8 – ATLÉTICO-MG – R$ 178,9 mi (R$ 49 mi a
menos)
​9 – SANTOS – R$ 169,9 mi (R$ 20,4 mi a
menos)
​10 – BOTAFOGO – R$ 163,4 mi (R$ 18,1 mi a
menos)
11 – ATLÉTICO-PR – R$ 138,8 mi (R$ 53 milhões
de crescimento)
​12 – VASCO – R$ 129,2 mi (R$ 27,9 mi de a
menos)
13 – FLUMINENSE – R$ 122,3 mi (R$ 2,5 mi a
menos)
14 – CORITIBA – R$ 87,3 mi (R$ 9,4 mi a
menos)
15 – BAHIA – R$ 75,8 mi (R$ 11,3 mi de
crescimento)
16 – GOIÁS – R$ 66,7 mi (R$ 11,2 mi de
crescimento)
17 – VITÓRIA – R$ 61,8 mi (R$ 3,3 mi a menos)
18 – SPORT – 
R$ 60,8 mi (R$ 9,4 mi de crescimento)
19 – CRICIÚMA – R$ 43,3 mi (R$ 1,7 mi de
crescimento)
​20 – FIGUEIRENSE – R$ 41,9 mi (R$ 18,5 mi de
crescimento)
21 – AVAÍ – R$ 30,2 mi (R$ 11 mi de
crescimento)
22 – JOINVILLE – R$ 28, 7 mi (R$ 6,8 mi de
crescimento)
23 – PONTE PRETA – R$ 22,4 mi (R$ 23,2 mi de
crescimento)
24 – NÁUTICO – R$ 16 mi (R$ 29,6 mi a menos)
O ranking traz algumas mudanças caso os
números das transferências sejam descartados. Cruzeiro, Atlético-MG e Vasco
melhoram seus índices. Já o Atlético-PR mantém um saldo satisfatório.
Veja a lista detalhada em receitas,
desconsiderando transferências, em 2014*:
1 – FLAMENGO – R$ 327,3 milhões (R$ 54,8 milhões de crescimento)
2 – CORINTHIANS – R$ 253,4 mi (R$ 6,5 mi de
crescimento)
3 – SÃO PAULO – R$ 212,4 mi (R$ 2,5 mi a
menos)
4 – CRUZEIRO – R$ 197,6 mi (R$ 34,4 mi de
crescimento)
5 – PALMEIRAS – R$ 182,8 mi (R$ 12 mi de
crescimento)
6 – ATLÉTICO-MG – R$ 177,3 mi (R$ 15,5 mi de
crescimento)
7 – INTERNACIONAL – R$ 174,7 mi (R$ 38,9 mi
de crescimento)
8 – GRÊMIO – R$ 173,8 mi (R$ 2,1 mi de
crescimento)
9 – BOTAFOGO – R$ 135,8 mi (R$ 5,6 mi de
crescimento)
10 – VASCO – R$ 124,7 mi (R$ 700 mil a menos)
11  –
SANTOS – R$ 124,2 mi (R$ 3,6 mi a menos)
12 – FLUMINENSE – R$ 116,6 mi (R$ 6,2 mi de
crescimento)
11 – ATLÉTICO-PR – R$ 104,8 mi (R$ 20,3 mi de
crescimento)
14 – CORITIBA – R$ 79,7 mi (R$ 1 mi de
crescimento)
15 – BAHIA – R$ 67,6 mi (R$ 9,6 mi de
crescimento)
16 – GOIÁS – R$ 60 mi (R$ 4,2 mi de
crescimento)
17 – VITÓRIA – R$ 55,2 mi (R$ 400 mil a
menos)
18 – FIGUEIRENSE – R$ 37,1 mi (R$ 18,2 mi de
crescimento)
19 – AVAÍ – R$ 29 mi (R$ 11,1 mi de crescimento)
20 – JOINVILLE – R$ 28,7 mi (R$ 7,6 mi de
crescimento)
21 – PONTE PRETA – R$ 17 milhões (R$ 21,3 a
menos)

*Sport, Criciúma e
Náutico não divulgaram suas receitas sem transferências

COMENTÁRIOS: