Guerrero tem preço alto para sair do Fla: R$ 76 milhões

16

GE – O mercado de especulações ferve neste
fim de ano, e o nome de Paolo Guerrero
tem sido citado com freqüência em relação a uma possível saída do Flamengo.
O Shandong Luneng, da China, aparece no noticiário recente como maior
interessado em contar com o futebol do peruano, apesar de nada oficial ter
acontecido. O GloboEsporte.com tentou por diversas vezes contato com Joseph
Lee, representante do Shandong no Brasil, mas não obteve sucesso.
A diretoria rubro-negra garante que não houve
sequer consulta de qualquer time pelo atacante. Ao mesmo tempo, coloca um preço
bem alto para quem quiser tirá-lo do Ninho do Urubu. De acordo com os
dirigentes, Guerrero só sai se
alguém pagar a multa rescisória de US$
20 milhões
, o equivalente hoje a R$
76 milhões
.
Se a multa for paga, o Flamengo terá grande lucro. O clube
trouxe seu camisa 9 no meio desta temporada numa operação que totalizará cerca
de R$ 41 milhões ao fim de três
anos, período de duração do contrato. Foi acertado o pagamento de R$ 16 milhões de luvas e mais R$ 650
mil por mês. Se ele sair antes, obviamente o gasto do Fla será menor e o lucro, ainda
maior.
Pouco depois de sua chegada, Guerrero foi alvo do interesse do Inter
de Milão-ITA, que chegou a consultar o clube da Gávea sobre ele. Mas não houve
evolução na situação.
O presidente Eduardo Bandeira de Mello já
negou publicamente que Guerrero
tenha qualquer tipo de sondagem, enquanto Muricy
Ramalho
, novo treinador, deixou claro que conta com o jogador para a
pré-temporada em Mangaratiba-RJ.
Guerrero
e Cirino não podem ter esquecido de
jogar. Às vezes faz parte de melhorar em todos os sentidos. A gente precisa
saber e conversar com os jogadores, ver os números. Analisar e aí tentar
corrigir. São jogadores muito importantes e que com certeza vão estar com a
gente ano que vem – disse Muricy, citando também Marcelo Cirino, em sua
apresentação na Gávea.

Após sair do Corinthians, Guerrero teve meses conturbados no Rio
de Janeiro. O início foi avassalador, com três gols em três jogos e a idolatria
imediata da torcida. Do céu, foi ao inferno. Nas 15 partidas seguintes, marcou
apenas uma vez e terminou 2015 com jejum pelo Flamengo de mais de 100 dias.
Problemas nos dois tornozelos o atrapalharam no fim da temporada, deixando-o
fora de vários jogos. E é fato que o atacante, acostumado a centros de
treinamento de nível europeu, ficou impressionado negativamente com a estrutura
atual do Ninho do Urubu. Apesar disso, Guerrero
não pensa em sair agora e quer dar a volta por cima no clube, segundo pessoas próximas
a ele.

COMENTÁRIOS: