Antes punido por briga do Corinthians, Flamengo acaba absolvido.

3
Michel Assef Filho, Advogado do Flamengo – Foto: Caio Filho

GLOBO
ESPORTE
: Em sessão realizada nesta quinta-feira, o Pleno do Superior Tribunal
de Justiça Desportiva deu o parecer final em relação aos tumultos dentro do
Maracanã na partida entre Flamengo e Corinthians, dia 23 de outubro. Os
auditores decidiram absolver o Rubro-Negro da pena aplicada no primeiro
julgamento, quando a Quarta Comissão Disciplinar puniu o clube tirando 20% da
carga de ingressos por um jogo e multa de R$ 20 mil. Além disso, o tribunal
manteve a liminar que impede a presença de organizadas do Corinthians por cinco
partidas na Arena (setor Norte fechado). Também são cinco jogos sem corintianos
como torcida visitante. A multa, entretanto, foi reduzida de R$ 50 mil para R$
20 mil.

Apesar
de seus torcedores não terem se envolvido em confusão com a PM, o Flamengo foi
denunciado por ser mandante da partida, além do fato de um torcedor ter
arremessado um copo plástico em campo. A Procuradoria recorreu do primeiro
julgamento por entender que o Rubro-Negro se omitiu ao não providenciar a
segurança necessária dentro do Maracanã. O Corinthians, por sua vez, foi denunciado
pelos distúrbios provocados por integrantes de torcidas organizadas. Após a
partida, 31 deles (sendo um menor de idade) foram autuados em flagrante e
depois detidos.
Depois
ser punido no primeiro julgamento do STJD, o Flamengo entrou com um pedido de
efeito suspensivo que foi concedido pelo tribunal. Assim, conseguiu colocar
todos os ingressos à disposição da torcida no jogo contra o Coritiba, no último
domingo. Como a decisão do Pleno, desta quinta-feira é definitiva, a liberação
fica válida para o duelo contra o Santos, o último jogo do time em casa em
2016.
O
Corinthians joga na Arena neste sábado, contra o Atlético-PR, portanto ainda
com o setor Norte fechado. Na última rodada, contra o Cruzeiro, ainda não serão
permitidos torcedores corintianos no Mineirão.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here