EUA vira principal casa de brasileiros em pré-temporada.

5
Foto: Divulgação

MÁQUINA
DO ESPORTE
: O futebol brasileiro está cada vez mais próximo dos Estados Unidos.
Mesmo sem um plano de internacionalização bem definido, como fazem as grandes
equipes europeias, os times do país têm tornado a América o principal destino
de pré-temporada. Em 2017, nada menos que oito das principais equipes nacionais
passarão por território americano no início do ano. E a conta, claro, pode ser
ainda maior, com novos convites.

A
principal novidade no grupo é o Santos, que deverá fazer uma partida amistosa
contra o New York Cosmos. O presidente da equipe, Modesto Roma Jr, confirmou
publicamente as negociações. Segundo a Máquina do Esporte apurou, faltam apenas
detalhes para que o acordo seja assinado. Por não estar no papel por enquanto,
a diretoria santista evitou passar os detalhes comerciais do contrato. A grande
atração deverá ser Pelé, que atuou por ambos os times.
Também
nesta semana, o Atlético Paranaense divulgou uma parceria com o Orlando City
que incluirá dois amistosos entre os brasileiros e a equipe de Kaká. O plano é
ter troca de experiência em gestão entre os dois times. Em fevereiro, os
curitibanos viajarão para atuar nos Estados Unidos, em partida a ser realizada
em fevereiro. Antes, em janeiro, as agremiações da MSL, principal liga dos
americanos, não podem entrar em campo graças ao período de férias do calendário
do país.
Nada
que tenha impedido a Florida Cup de chegar à terceira edição consecutiva em
2017. O torneio conta com apenas um time americano, o Tampa Rowdies, que não
disputa a MLS. Atlético Mineiro, Flamengo, Corinthians, Vasco, São Paulo e
Internacional farão parte da competição no próximo ano.
O
torneio é um exemplo da estadia brasileira em solo americano. Os times não
ganharão nada em dinheiro pela participação. Por outro lado, além da estadia,
passagens e infraestrutura, terão abertura da organização para realizarem ações
de marketing no país, seja com americanos ou com brasileiros residentes nos Estados
Unidos; a Flórida conta com alto número de latinos.
As
partidas ficam longe do apelo que mantém times como o Manchester United nos
Estados Unidos, mas abrem uma porta inexistente para os brasileiros até pouco
tempo atrás. O Corinthians, por exemplo, chegará à sua terceira participação
seguida. Nos dois anos anteriores, os jogadores participaram de uma partida da
NBA e até desfilaram em carro aberto na Disney.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here