Flamengo enxugará elenco para testes no Carioca visando Liberta.

25
Lucas Paquetá, Thiago Ennes e Felipe Vizeu devem ganahar espaço no Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

GLOBO
ESPORTE
: Com intervalo de 10 dias da partida contra o Botafogo e o jogo da
próxima quarta-feira, diante do América-MG, em Belo Horizonte, o Flamengo passa
por reuniões diárias para traçar estratégias e diretrizes para a temporada de
2017.

A
volta para a Libertadores vai ter um autêntico vestibular. A Primeira Liga e o
Campeonato Carioca serão competições em que a garotada vai ser testada para
ganhar espaço no time principal. A prioridade, é claro, será o torneio
continental – de resultados frustrantes e eliminações precoces para o clube nas
últimas participações.
Antes,
evidentemente, todo esforço é válido nos últimos quatro jogos do Campeonato
Brasileiro para evitar a fase de mata-mata antes da fase de grupo da
Libertadores.
Para
colocar em prática essa filosofia de valorização da base – desta vez, é o que
garantem do Ninho do Urubu até a Gávea, para valer -, o elenco será menor. O
plantel do profissional hoje tem 33 jogadores – contando quatro goleiros e
outros jovens que tiveram poucas oportunidades e que já treinam com o grupo
principal de Zé Ricardo. O número de atletas ainda está sendo discutido, mas
deve ficar em torno de 28 jogadores.  
Em
2016, havia preocupação de contar com mais peças de reposição do que o habitual
devido à particularidade do ano de viagens constantes e jogos com pequeno
intervalo de recuperação entre estradas e aviões. Embora já haja sinais do “bye
bye, Brasil” versão 2017, nos encontros da comissão técnica, dos médicos e
fisiologistas, o departamento de futebol concluiu que um grupo mais enxuto,
seguindo à risca a programação e as precauções do Centro de Excelência em
Performance, aguenta o desgaste da temporada.
O
técnico Zé Ricardo deixou escapar em coletiva de imprensa recente ponta de
frustração na utilização abaixo do esperado dos garotos formados pelo clube –
muitos deles foram campeões da Copinha deste ano. Jogadores como Léo Duarte,
que jogou no momento em que não havia outra opção com a saída de Wallace e de
César Martins, Ronaldo, Lucas Paquetá e Thiago Santos atuaram pouco nesta
temporada. As possíveis saídas de Juan, que pode se aposentar, Emerson Sheik e
Alan Patrick devem abrir espaço para a utilização dos garotos.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here