Flamengo vai até Campo Mourão para manter 100% no NBB.

10
Foto: André Durão

GLOBO
ESPORTE:
De um lado, os cinco títulos do Novo Basquete Brasil, a Liga das
Américas e o Intercontinental, de 2014. Do outro, o ano de estreia no NBB. Essa
é uma maneira de se resumir o duelo entre Campo Mourão e Flamengo desta
quinta-feira, na cidade paranaense, às 20h15 (de Brasília), partida válida pela
quinta rodada da competição nacional. Os mandantes estão pela primeira vez no
principal torneio do basquete brasileiro em 2016, enquanto o Rubro-negro
disputou todas as edições, tendo vencido cinco e é o atual tetracampeão. É com
essa conjuntura que os próprios paranaenses classificaram em suas redes sociais
a partida, primeira entre as duas equipes, como “jogo do século” .

Para o
confronto, o Flamengo terá o reforço do armador Pedrinho Rava. Após ficar o
começo de temporada em recuperação de um estiramento do músculo bíceps femoral
da coxa esquerda, ele viajou para Campo Mourão, e está à disposição de José
Neto. Desta forma, o Rubro-negro só terá a ausência de Humberto, que sofreu uma
fratura do quinto metatarsiano do pé esquerdo, em outubro. A previsão inicial é
que ele só retorne no início de dezembro.
O
Rubro-negro tem 100% de aproveitamento na competição, com três vitórias, sendo
duas fora do Rio de Janeiro. Após o retorno na última partida, o armador
Ricardo Fisher vê o fator casa do adversário como preocupante para as
pretensões do Fla na partida.

(Jogo) Difícil. Acho que no NBB não tem mais essa de “a gente vai jogar
com tal equipe, vai ser tranquilo e vamos poupar”. Os jogos estão
mostrando isso. Como o Brasília, que ganhou um e perdeu outro. Vasco também.
(Campo Mourão) É uma equipe nova, mas está jogando em casa. Temos que pensar no
que temos que melhorar e impor nosso ritmo desde o começo.
Já o
comandante do Rubro-negro afirma que os resultados de Campo Mourão nas
primeiras partidas mostram que o adversário desta quinta pode surpreender o
atual campeão do NBB.
– A
gente já sabia que o Campo Mourão, lá em Campo Mourão, é um adversário duro.
Tendo vencido em São Januário mostra que não é qualquer equipe. Nós tivemos uma
semana de trabalho, e acredito que a gente está evoluindo – ressaltou José
Neto.
No
lado paranaense, é só alegria. Atual vice-campeão da Liga Ouro, o time preto e
amarelo conseguiu a vaga para o NBB depois da desistência de São José, e vem
fazendo uma boa campanha. Após perder na estreia para Liga Sorocabana, a equipe
do Paraná venceu dois compromissos fora de seus domínios, sendo um contra o
Vasco em São Januário.
Para
manter o bom momento no Novo Basquete Brasil, o Campo disponibilizou uma cota
extra de mil ingressos a R$ 20 para lotar o ginásio Belin Carolo. Segundo o
técnico do time, Emerson Souza, a expectativa é de casa cheia, com quatro mil
torcedores. Ele relata como “o jogo do século” está sendo aguardado
pelo município, com cerca de 90 mil habitantes, segundo o site da prefeitura
local.
– A
cidade só fala disso, só se fala no jogo contra o Flamengo. Essa é a primeira
vez que o esporte de Campo Mourão está em uma primeira divisão. Nunca antes a
cidade esteve na elite, seja no basquete, no futebol, no vôlei… E é a
primeira vez do Flamengo, como clube, na cidade. Então, o pessoal mais velho
está considerando “o jogo do século” mesmo – conta Emerson.
Dentro
de quadra, a equipe ainda não terá a estreia do ala Jordan Montgomery e do
ala/pivô Isaac Thornton, ambos americanos, por problemas na documentação. Por
outro lado, o Campo terá o dono da maior média de pontos da competição até o
momento. O armador Betinho marcou 25 pontos nas duas últimas partidas, e 26 na
estreia contra a Liga Sorocabana. Apesar do respeito ao adversário, Emerson tem
como objetivo vencer o Flamengo, em casa.

Primeiro que para nós é uma honra estar recebendo na nossa cidade o Flamengo,
atual campeão do NBB. O Campo Mourão é um projeto novo, e o torneio está
moldando a nossa estrutura. Nós somos a menor cidade na elite do basquete
brasileiro, mas lógico que tentaremos fazer um jogo duro, e ganhar do Flamengo
aqui.
Com
dois triunfos em três partidas, o Campo Mourão pode igualar o número de
vitórias do Fla na competição, caso vença o adversário desta quinta. Já o
Rubro-negro quer manter o 100% na temporada do Novo Basquete Brasil e empatar
com o Vitória, única equipe do torneio com quatro vitórias em quatro partidas

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here