Flamengo x Botafogo tem duelo entre técnicos revelações.

4
Foto: Reprodução

LANCE:
Dois expoentes da nova geração de treinadores fazem um duelo à parte na tarde
deste sábado, às 17h, no clássico entre Flamengo x Botafogo, no Maracanã. Ainda
jovens para o cargo de técnico, Zé Ricardo, de 45 anos, e Jair Zaksauskas
Ribeiro Ventura, de 38, são as grandes revelações entre os técnicos do
Campeonato Brasileiro. O primeiro levou o Rubro-Negro à disputa do título,
enquanto o segundo é um dos principais responsáveis pela recuperação do
Glorioso, que sonha com uma vaga na Libertadores.

Este
será o primeiro clássico de ambos no futebol profissional no Maracanã. Porém, a
dupla já esteve no estádio em outras oportunidades e tem histórico nas
categorias de base. Zé Ricardo foi efetivado após um período de experiência no
comando do Flamengo, com bons resultados no Brasileiro. Jair, por sua vez, teve
a confiança da diretoria alvinegra desde o princípio e assumiu o cargo logo
após a saída de Ricardo Gomes.
Na
véspera do clássico, os treinadores adotaram um discurso parecido, com elogios
de ambos os lados.
– O
Botafogo é um time muito competitivo. Já vinha assim com Ricardo Gomes e na
troca, com Jair Ventura, mostrou a continuidade desse trabalho. Além disso, o
time se fortaleceu em alguns aspectos, como na marcação – disse Zé Ricardo.
A
partida é importante para o Alvinegro, mas tem caráter decisivo para o
Flamengo. Somente uma vitória mantém a chance de título no patamar realista.

Vamos disputar com unhas e dentes esses 15 pontos que faltam – garante Zé
Ricardo.
O jogo
é válido pela 34ª rodada da competição nacional.
JAIR MINIMIZA IMPORTÂNCIA DE DUELO ENTRE
TÉCNICOS
No
Botafogo, Jair Ventura tenta minimizar a importância que ele e Zé Ricardo têm
nas campanhas dos rivais desta tarde, no Maracanã. Embora ele mesmo não consiga
esconder que os técnicos do Glorioso e do Rubro-Negro estão se destacando neste
Campeonato Brasileiro. Para o Alvinegro sair da zona de rebaixamento e chegar
na zona de classificação para a Taça Libertadores, e para o adversário se
consolidar na briga pelo título os méritos dos comandantes são latentes.
– Não
é um clássico só entre nós. O clássico é enorme, fala por si só. E, como
sempre, será decidido em detalhes. Encaro de uma forma normal. Já enfrentei
grandes treinadores. Fico feliz por ter um companheiro, jovem como eu, fazendo
um bom trabalho – celebra.
Apesar
de terem sucessos contemporâneos e histórias parecidas, pelas passagens pelas
divisões de base, Jair Ventura e Zé Ricardo nunca se enfrentaram. Contudo, o
treinador do Botafogo garante saber muito bem as características do trabalho do
adversário.

Nunca nos enfrentamos, mas o trabalho dele tem bastante transição em
velocidade, embora o Flamengo não tenha só uma maneira de jogar. É um time que
usa a velocidade dos externos, mas explora bastante a faixa central também. Tem
o pivô do futebol de salão com o Guerrero, trabalhos de infiltração. Vai ser
difícil. Não é um time de uma opção só, joga de maneiras diferentes – explica.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here