Gilmar cita melhorias de estrutura para boa temporada carioca.

6
Diego comemorando gol do Flamengo com Réver – Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

GILMAR
FERREIRA
: O Palmeiras fechou a conquista do título, mas a relativa boa
participação dos clubes cariocas no Brasileiro deixa a impressão de que a
preocupação com a melhoria da estrutura trouxe avanço mínimo no nível de
competitividade _ uns mais, outros menos.

A
briga foi quase sempre na parte de cima da tabela e é possível imaginar que em
2017 o futebol do Rio tenha mais protagonismo _ com o Flamengo, principalmente,
pela capacidade de investimento.
Mas
Fluminense, Botafogo e Vasco têm a fórmula nas mãos: time cientificamente bem
preparado, melhoria na geração de receitas e orçamento adequado.
O
futebol vistoso e bem jogado vem em função disso. Acreditem…
Flamengo 2 x 0 Santos.
Atuação
segura, com intensidade e volume.
O
Flamengo se aplicou como deveria e voltou a vencer um jogo no Maracanã contra
um adversário que, em tese, ainda brigava pelo título.
E sem
sustos.
Com a
vaga no G-3 consolidada, Zé Ricardo já pode ser tomado como o técnico que deu
forma e conteúdo ao grupo montado ao longo da competição.
A
missão do próximo domingo é bater o melhor mandante e festejar o heróico
vice-campeonato…
Figueirense 1 x 0 Fluminense.
Nono
jogo sem vitória e a certeza de que o problema maior do Fluminense está mesmo
na montagem do elenco.
O
trabalho de reposição das peças para o segundo semestre não deu certo e Levir
Culpi foi o primeiro a pagar o pato.
O time
que caiu nas mãos do interino Marcão não tem organização e é arremedo do tanto
que já foi um dia.
Final
triste e melancólico…
Botafogo 1 x 1 Ponte Preta.
Os
três empates e as duas derrotas nos últimos cinco jogos mostram que o time de
Jair Ventura estava condicionado para jogar sem o protagonismo.
Livre
da queda e candidato à vaga no G-6, os níveis de cobrança e exigência incomodam.
O
Botafogo não fez má partida, mas não venceu um adversário que teve um jogador a
menos na maior parte do jogo.
Faltou
tranquilidade…
Vasco 2 x 1 Ceará.
A
última atuação retratou o que fora o desempenho do Vasco na Série B sem o
volante Marcelo Mattos na contenção.
Frouxo
na marcação e sem força ofensiva, foi domado num Maracanã lorado e só não
perdeu porque Jorginho trocou Diguinho por Éder Luiz.
Com
dois pontas e dois meias mais próximos a Thales, o time fez dez minutos
intensos e obteve o merecido acesso…

COMENTÁRIOS: