João Pessoa Espectros enfrenta o Flamengo na final da Super Liga.

19
Foto: Stephan Eilert

GLOBO
ESPORTE
: O espetáculo dentro de campo reverberou na arquibancada. Foram mais de
dois mil ingressos vendidos antecipadamente (total de público foi de 3.100
pagantes) para a final da Superliga Nordeste. Dentro de campo, Ceará Caçadores
e João Pessoa Espectros levantaram o público no estádio Presidente Vargas. O
jogo foi decidido no detalhe. No fim, levou a melhor o atual campeão
brasileiro. Com um placar de 27 a 20, o time paraibano segurou o ímpeto dos
donos da casa e vai em busca do bicampeonato brasileiro.

O
próximo compromisso do Espectros será contra o Flamengo, vencedor da
Conferência Leste ao bater o Vasco também neste domingo. A partida está marcada
para o próximo dia 27 de novembro, em solo carioca. O duelo é válido pela
semifinal do Campeonato Brasileiro de Futebol Americano.
Espectros na ponta
Logo
na primeira jogada, o Espectros surpreendeu com um touchdown de retorno de
Heron Azevedo. E converteu o ponto extra com o kicker Diego Aranha, marcando 7
a 0 logo no começo da disputa. Com um field goal de 37 jardas de Danilo Arrais,
os donos da casa diminuíram a distância no placar: 7 a 3. Também com um field
goal de seu kicker, o Espectros ampliou a vantagem no marcador para 10 a 3.
O
segundo quarto da partida parecia que não ia mexer tanto assim no placar. As
defesas estavam bem postadas e seguraram as linhas ofensivas. A emoção ficou
para os minutos finais. A dois minutos do intervalo, o americano Talon Roggasch
conseguiu um belo passe para o touchdown de Romário Reis. Com o extra point de
Danilo Arrais, tudo igual no PV: 10 a 10. Mas o Espectros voltou à ponta com um
touchdown de retorno de kickoff com Karlos Cox e um extra point de Diego
Aranha: 17 a 10.
Melhor para o atual campeão
Quando
os times voltaram do intervalo, o Caçadores sabia que precisava pontuar. Não se
fez de desentendido e logo conseguiu um touchdown com o americano TBattle.
Danilo Arrais converteu o extra point e deixou tudo igual no placar: 17 a 17.
Com um field goal de Diego Aranha, o Espectros fez o vigésimo ponto. Mas na
mesma moeda, Danilo Arrais igualou o placar no Presidente Vargas, já no último
quarto: 20 a 20.
Numa
falha da defesa dos donos da casa, o Espectros chegou a mais um touchdown com
Karlos Cox. O extra point de Diego Aranha deu a dianteira aos visitante em sete
pontos: 27 a 20. Faltavam poucos minutos para o fim da partida e o Caçadores
não conseguia tomar a dianteira. Restou aos atuais campeões brasileiros
controlarem a situação e o placar para vencer o jogo.

COMENTÁRIOS: