Kleber Leite critica sofrimento do Flamengo contra o lanterna.

20
Everton durante América-MG x Flamengo – Fotos: Staff Images / Flamengo

KLEBER
LEITE
: Caramba, que dificuldade para vencer um time fraco e que,
matematicamente, rebaixado está.

Diria,
sem medo de errar, que esta vitória caiu do céu, pois a falta de criatividade
do time foi algo assustador e, preocupante.
Hoje,
tirando – pela ordem – Jorge, Paulo Victor, Juan e Donatti, o restante estava
de mal com a bola. Talvez deva incluir aí também, pela combatividade, Éverton.
E, ponto!
E, que
ninguém venha com a conversa de que foi um jogo fora de casa. Na realidade, foi
um jogo fora. Mas, em casa, pois o Mineirão era todo rubro-negro.
Nada
como um estádio “inteligente”, onde é possível compactar o público, como hoje,
na parte de baixo apenas, livrando um custo desnecessário caso a parte de cima
tivesse que ser aberta. Este é um problema sério do Maracanã, que, apesar da
fortuna gasta, não permite este tipo de operação verificada hoje no Mineirão.
Enfim,
três pontos na caixinha e, isto é o que interessa. Independentemente do que
vier a ocorrer amanhã, com Santos e Palmeiras, pelo resultado de hoje, o
Flamengo continua na briga e, por isso, domingo de muita gente no Maraca no
jogo contra o Coritiba. E, que os nossos meninos estejam mais inspirados. Hoje,
o jogo foi duro. De se ver…
Acreditar,
é preciso e, devemos…até porque onde há vida, há esperança.
Hoje,
pela primeira vez estive um longo tempo com o nosso primeiro ministro Fred Luz.
Confesso que fiquei duplamente muitíssimo bem impressionado. Com o profissional
e com a figura humana.
Definitivamente,
o Flamengo está muito bem entregue. O futuro nos reserva grandes alegrias.
Ridículo
O
nosso Globo.com anuncia que o STJD puniu o Grêmio, com a perda do mando de
campo, pela “invasão” do gramado por parte da filha do treinador Renato Gaúcho
em jogo recente realizado na Arena do Grêmio. Confesso que, ao longo de toda
minha vida esportiva, não vi nenhuma decisão de um tribunal que fosse tão
estapafúrdia.
Pra
começar, o termo “invadiu”, não corresponde à realidade, na medida em que, não
houve nenhum ato de hostilidade, muito pelo contrário… o que se viu foi uma
cena de amor, de carinho, de cumplicidade. Cena pouco comum em nossos estádios…
E, sempre é bom lembrar que o comovido abraço, aconteceu quando o jogo já havia
sido encerrado.
Não
sei que atitude irá tomar o Grêmio, mas imagino que irá às últimas
consequências. Uma pena que os clubes não se entendam e até não se respeitem.
Se isto houvesse, deveria haver uma grita geral, inclusive com a participação
do Atlético Mineiro que, em tese, será o beneficiado pela grosseira decisão do
STJD.  Bem, aí já é sonhar acordado…
Que
decisão ridícula…

COMENTÁRIOS: