Marcelinho e Fischer analisam Flamengo x Pinheiros.

7
Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

GARRAFÃO
RUBRO-NEGRO
: O elenco rubro-negro para a disputa da nona edição do Novo
Basquete Brasil está sendo uma mescla de jogadores experientes e jovens com
potencial. Logo após a vitória contra o Pinheiros, no Tijuca, o blog Garrafão
Rubro-Negro conversou com os jogadores Marcelinho Machado e Ricardo Fischer. O
armador do Flamengo fez um balanço do desempenho do time na vitória contra a
equipe paulista.

“Primeiramente,
foi uma ótima vitória. A gente tem muito que melhorar ainda. A equipe do
Pinheiros é uma equipe difícil de se jogar, eles correm muito a quadra e tem
bons jogadores que jogam o um contra um. Mas estamos felizes pela vitória.
Depois temos que pensar o que temos que melhorar. O grupo ainda está pegando
uma cara. Eu estou voltando, o Rafael Mineiro também, tem o Pedrinho para
voltar. O importante são as vitórias, jogando bem ou mal. Acho que jogamos bem,
dominamos o jogo e no último quarto caímos um pouco. ”
Cestinha
do jogo, o experiente Marcelinho Machado também analisou a atuação rubro-negra
contra o Pinheiros.
“Foi
boa. Acho que para um jogo de início de temporada foi normal, um jogo que
acabamos oscilando muito. Jogamos o primeiro quarto muito bem ofensivamente,
mas defensivamente não tão bem. No segundo quarto já melhoramos a defesa e
limitamos o jogo do Pinheiros aos arremessos de três pontos. Depois ditamos o
ritmo no terceiro quarto e abrimos treze pontos. E mais uma vez oscilamos,
deixamos ele encostar e até perigando o resultado. Mas aí vale a maturidade, a
energia, a atitude do time em ter uma mentalidade vencedora e foi muito capaz
de decidir o jogo e sair com mais uma vitória. ”
A
arbitragem no jogo contra o Pinheiros errou para ambos os lados, Marcelinho
falou sua visão do desempenho dos árbitros.
“ A
arbitragem não foi ruim. Mas eu não vou falar sobre isso. É uma coisa que tem
que ser vista pelos responsáveis. Se eu ficar falando, eu vou acabar me
prejudicando com isso. ”
Ricardo
Fischer falou como se sentiu em quadra após retornar de lesão muscular.
“Não
senti nenhuma dor. Estou me sentindo fora de tempo ainda. Isso foi visto em
alguns passes que eu errei. Algumas bolas que eu ainda estou acertando. Mas
isso é com o tempo. E todo mundo entendendo, eu sei que sou importante para o
grupo. Todos estão me respeitando e me dando apoio. No decorrer dos jogos, sei
que minha atuação vai melhorar.”
Marcelinho
Machado falou do momento que vive o basquete brasileiro e a suspensão da CBB
pela FIBA.
“Alguma
coisa tinha que ser feita. A Confederação chegou numa situação vergonhosa. Esse
momento tem que ser usado por todos do basquete para sair disso com uma
solução. O sistema da eleição a gente sabe que é um sistema antigo. Muita coisa
precisa mudar. E a gente chegou aonde que tinha que chegar, mais baixo que
poderia chegar. Para que a gente pudesse dar um passo atrás e que logo mais à
frente possamos ter uma estrutura melhor e fazer um basquete cada vez mais de
alto nível. ”

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here