Movimento por um Futebol Melhor lança prêmio por gestões.

15
Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

MÁQUINA
DO ESPORTE
: O MFM (Movimento por um Futebol Melhor), capitaneado pela Ambev,
lança nesta terça-feira (dia 21) o Gestão de Campeão, que irá premiar cases de
excelência no futebol brasileiro e os clubes que fizerem as melhores práticas
gerenciais.

O
evento desta terça-feira, em um espaço no bairro de Pinheiros, em São Paulo,
contará com a participação de presidentes de clubes ligados ao Movimento por um
Futebol Melhor.
Para
se candidatar ao prêmio, basta o clube aderir ao regulamento, que prevê uma
avaliação de seu modelo de gestão pela Ernest & Young, empresa parceira da
Ambev nesta ação.
Outro
integrante da iniciativa é a FIA (Fundação Instituto de Administração). A
entidade irá desenvolver um curso de pós-graduação, ainda sem nome definido,
sobre gestão do esporte com as melhores práticas seguidas pelos clubes
brasileiros e avaliadas pelo prêmio Gestão de Campeão.
O conteúdo
do curso da FIA será consolidado pelo consultor Fred Boabaid, especialista em
desenvolver programas de gestão de excelência e responsável pela elaboração do
prêmio Gestão de Campeão.
Os
três clubes com melhor desempenho, na avaliação dos especialistas contratados
pelo Movimento por um Futebol Melhor, serão premiados. Os critérios seguidos
pela premiação serão: gestão e planejamento, administração e finanças,
comercial e marketing, futebol profissional, categorias de base, sócio-torcedor
e resultados.
A
Ambev aumentou sua participação na gestão do futebol brasileiro em 2010, quando
transformou os patrocínios da Brahma em projetos para buscar melhorias
estruturais e buscar um legado aos clubes parceiros.
Três
anos depois, a gigante do setor de bebidas, aproximou-se ainda mais das
entidades esportivas, com o lançamento do Movimento por um Futebol Melhor. Em
conjunto com outras empresas, a Ambev ajudou a gerar uma renda de R$ 400
milhões anuais aos clubes de futebol do país com os programas de sócio-torcedor.
Atualmente,
78 clubes do Brasil participam da iniciativa. Na Série A do Brasileirão, 17
equipes integram o movimento: Atlético-MG, Botafogo, Chapecoense, Corinthians,
Coritiba, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Internacional, Palmeiras,
Ponte Preta, Santos, São Paulo, Sport e Vitória. As únicas exceções na elite
são Atlético-PR, Figueirense e Santa Cruz. Os dois últimos já estão rebaixados.
Dos
times que disputam o acesso ou já estão garantidos na Série A do ano que vem,
Avaí, Bahia, Náutico e Vasco da Gama também integram o MFM. A única exceção é o
Atlético-GO, que já garantiu o título da competição de maneira antecipada.

COMENTÁRIOS: