“Nunca perdi tantos amigos de uma só vez”, lamenta Zico.

10
Foto de torcedor mirim da Chapecoense chorando corre pelo mundo – Foto: Divulgação

EXTRA
GLOBO
: Longe do Brasil, onde treina o FC Goa, da Índia, Zico ficou consternado
com a tragédia que envolveu o avião da Chapecoense, em um acidente aéreo na
Colômbia. Além de conhecer o técnico Caio Jr e outros membros da comissão, como
o preparador físico Paulo Paixão, o Galinho também perdeu amigos no jornalismo,
já que 21 profissionais viajaram para acompanhar o decisivo jogo do time
catarinense contra o Atlético Nacional, em Medellín.

O
treinador relembrou momentos importantes que viveu com algumas vítimas da
tragédia, que chocou o Brasil e o mundo.

Nunca tinha perdido tantos amigos de uma só vez. Guilherme Laars jogou com meus
filhos no Nova Geração. Fui técnico dele. Mario Sérgio jogamos juntos na
seleção e quando comecei no Flamengo, ele estava lá. Vitorino Chermont, Paulo
Julio Clement. Parte da Comissão Tecnica, Caio Jr, Duca, etc… Nos receberam
ano passado no Al Shabab, nos Emirados Árabes, e nossa comissão jogou pelada
com eles. Cezinha era fisio e teve lá no Kashima. Anderson, filho do Paixão, amigo
de longa data. Posso estar esquecendo de outros que, às vezes, não sabemos que
estavam lá – afirmou o treinador.
Mesmo
de longe, Zico enviou mensagens de conforto para as famílias:

Enfim, hoje foi um dia sofrido para o mundo do futebol e do esporte em geral.
Nosso time aqui tem gente que jogou la e que jogou com vários que estavam na
Chapecoense. Hoje foi um dia só de reza em memória dos que Deus levou. Que Deus
conforte e de muita forca aos familiares de todas essas pessoas que se foram –
disse.
O
senador Romário também prestou suas condolências aos familiares das vítimas:
– Um
dos dias mais tristes do esporte mundial. Que Papai do Céu, confortes todos
parentes e amigos desses q se foram mas ficaram marcados nos nossos corações.
Meus sentimentos – disse.

COMENTÁRIOS: