Para Zé Ricardo, imprensa pressiona mais que o próprio Flamengo.

12
Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

FOX
SPORTS
: Após o empate em 2 a 2 com o Atlético-MG, no último domingo (30 de
outubro), Zé Ricardo deixou o Flamengo ao fim da rodada com 62 pontos
conquistados. Números que ultrapassam Joel Santana, em 2007, e Vanderlei
Luxemburgo, em 2011. Além disso, o comandante está a seis pontos de deixar para
trás a marca de Andrade, campeão brasileiro em 2009 com 67 pontos. Perguntado
sobre a proximidade do recorde, que o colocaria como comandante da melhor
campanha da história do clube em pontos corridos, ele preferiu deixar os
números de lado e focar no caneco:

“Cada
um tem sua peculiaridade. Luxembugo fez um grande trabalho, mesma coisa do
Andrade, que acabou campeão. Prefiro deixar isso (números) de lado. Penso no
título. Vamos disputar esses 15 pontos de olho nas vitórias”, afirmou o
técnico.
Cria
do clube, Zé Ricardo sempre foi tratado com carinho internamente. Após a saída
por problemas médicos de Muricy Ramalho, assumiu o clube cercado de pressão,
muito por conta dos maus resultados e eliminações na temporada (Carioca,
Primeira Liga e Copa do Brasil). A dificuldade inicial foi algo destacado pelo
técnico:
“Os
primeiros 30, 40 dias foram muitos complicados. O Flamengo é um time grande,
com pressão interna e externa. Aqui dentro, recebi apoio dos mais antigos. A
pressão externa (mídia) é maior, com certeza. Todos cobram gente de nome à
frente do clube. Foi difícil me adaptar ao profissional”, finalizou.
Neste
sábado (5 de novembro), o Flamengo volta ao Maracanã, desta vez para enfrentar
o Botafogo, time de melhor campanha no returno. Para se manter vivo na caça ao
Palmeiras, a equipe precisa da vitória. No momento, a diferença para o líder é
de cinco pontos. O rival direto recebe o Internacional, no dia seguinte.

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here