Passaporte carimbado.

28
Guerrero chutando bandeirinha de escanteio após gol pelo Flamengo – Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

BOTECO
DO FLA
: Invicto no Maracanã em 2016 e com o passaporte selado, registrado e
carimbado pra poder voar rumo à Libertadores da América. Ok… A primeira frase
desse texto é tendenciosa. Mas os amigos antis presentes ao Boteco vão
desculpar. Essa Fla Press, da qual eu sou único representante oficial e
licenciado aqui no GE, é assim mesmo. Já a parte do passaporte é real e acho, apenas
acho, que a Nação no Maraca se deixou abater demais com o adiamento do
Cheirinho de Hepta para 201SETE. Cacete… Muito tímido e pálido o tradicional grito
de “Ihhhhhh… Libertadores, qualqué dia tamo aeeeeeee”. Principalmente
em um ano em que, nos seus primórdios, todos nós chegamos a pensar que a meiúca
da tabela seria um local aconchegante para terminar a temporada, dados o
péssimo futebol apresentado até então, e a bagunça generalizada dos Smurfs
fazendo o time rodar o país inteiro pra jogar futebol.

E veio
bonita a vaga. Fizemos boa partida contra a equipe santista. Gol de matador do
Guerrero, lei do ex se fazendo valer com o gol de garra do Diego, um quase gol
do Saraujo que iria esquentar ainda mais o Sanatório Twitter e até bola na
trave do Gabriel. A equipe da Vila não foi presa fácil e ofereceu também uma
boa dose de perigo, na maior parte das vezes esbarrando na muralha Muralha.
Nos
arredores do estádio e na arquibancada tava um climão meio de confraternização de
fim de ano. Ainda que com bom público, nem de longe o que milhares de
“apaixonados” andaram prometendo algumas semanas atrás, como já era
esperado. Fora da luta pelo título… Daí é um enterro aqui, um batizado acolá,
uma apendicite marota, uma invasão de alienígenas no bairro, a lua entrando em
conjunção com saturno, tudo vira desculpa para não ir ao estádio.
Menos
catastrófico que parte dos que falaram que iriam até lá só pra vaiar o pobre do
Márcio Araújo, ou acabaram não indo ou, mais provável, ao verem o FLAMENGO
entrar em campo, botaram a mão na consciência e perceberam que torcer contra já
seria um pouco demais da conta.
Ah…
Já ia esquecendo. Não sou timófobo. Parabéns mesmo ao Palmeiras e sua torcida
pela merecida conquista. Tudo bem que a gente derrapou feio do lado de cá na
reta final, mas a constância dos porquinhos nesse mesmo período do campeonato
foi determinante e, provavelmente, mesmo se tivéssemos feito melhor nosso dever
de casa, não teria feito tanta diferença assim… Tá… Algum rubro-negro negro
vai tacar pedra no Boteco e dizer algo do tipo: “Ih… Mas se a gente tivesse
ganho os jogos x, y e z…”. É… Se a gente ganhasse a porra toda nem ia
ter campeonato. Concordo.
Agora
é tentar garantir os milhões a mais na última rodada. E tem que ficar ligado. O
Santos enfrenta o América-MG em seus domínios, enquanto nós vamos enfrentar aquele
velho retrospecto negativo contra o Furacão em Curitiba, a grama sintética da
pasteurizada arena fifense, e pra completar, sem o Diego em campo. Extravasou
justamente indo comemorar com a galera. Essa regra é de uma imbecilidade sem
tamanho. Inclusive marcou três vezes. O gol, a comemoração, e de quebra o fora que
deu lá no Twitter em um infeliz que proferiu a insanidade de que o nosso 10,
quero dizer, o nosso 35, teria forçado o cartão amarelo para antecipar as
férias. Sério… Eu adoro aquilo lá, mas se você não tem Twitter e resolver
aparecer, mesmo que seja só para uma breve visita, é prudente uma máscara protetora.
Ambiente completamente insalubre e perigoso. Não é a toa que já vi alguns técnicos
por aí dizendo que há que se saber dividir as denominações. Torcida é uma
coisa, torcida de rede social é outra completamente diferente.
No
mais… É aproveitar essa raspa de tacho, torcer pra Chape faturar a
Sul-Americana… E começar a pensar em 201SETE.
PETISCOS
. DOS CONTRÁRIOS AO SARAUJO. “É
obrigação de todo rubro-negro no Maracanã vaiar esse cara toda vez que ele tocar
na bola”. (Um maluco em um grupo de WhatsApp).
. DOS PRÓ SARAUJO. “Se
fizer uma operação plástica nele, pintar de branco, e dizer que o nome é Alfredo
Augusto, tá arriscado os mesmos que vaiam pedirem ele na Seleção” (Vaz. Não
o nosso zagueiro, é bom deixar claro).
. AMOR INCONDICIONAL. Saad,
brother meu, carioca que reside em Sampa, pegou o carro e fez um bate-volta ao
Rio para ver o Flamengo jogar. Quem depende de título é eleição.
. GOL DO TELÃO.
“Não pensem que acabou. O Cheirinho continuará ainda mais forte em
2017”. Bela mensagem ao final do jogo no Maraca.
. “I AS OBRA?”. Tava
sem saco de ir lá na página do Botafogo. Como acabou o treco? Vão desmontar pra
ter que construir de novo ou se a gente der “dez real” eles param de
perturbar?
Cola
nas redes, Urubu.
Facebook
e Instagram: Mercio Querido
Twitter:
@sorinmercio

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here