Com direito a homenagens à Chape, Flamengo derrota a LSB.

11
Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

GLOBO
ESPORTE
: Em uma partida marcada pelas homenagens à Chapecoense, o Flamengo
venceu a Liga Sorocabana na noite desta quinta-feira, no ginásio do Tijuca, por
81 a 74, e manteve os 100% de aproveitamento na temporada 2016/17 do NBB. A
barulhenta torcida rubro-negra respeitou rigorosamente um minuto de silêncio e
alguns flamenguistas levaram cartazes e faixas como forma de apoio à equipe
catarinense, vítima de um acidente de avião na madrugada da última terça que
matou 71 pessoas, entre jogadores, comissão técnica e jornalistas. Havia também
um torcedor com a camisa do Verdão do Oeste e uma fita preta próxima ao escudo.

No
intervalo, os cantos de “Vamos, Vamos, Chape” foram entoados em
plenos pulmões. Apesar das demonstrações de carinho da maior parte dos
presentes, alguns torcedores de torcidas organizadas brigaram do lado de fora
do ginásio.
Na
quadra, a noite poderia marcar o feito de Marcelinho Machado. Com 9.991 pontos
antes da partida, o ala anotou apenas quatro e não conseguiu chegar aos 10 mil.
Agora faltam apenas cinco. Quem roubou a cena foi JP Batista, cestinha com 22
pontos. Marquinhos ajudou com outros 21. Do lado do elenco de Sorocaba, Ted
anotou 18 pontos e pegou nove rebotes. Cafferata fez 16.
Agora,
o Rubro-Negro encara o Paulistano no sábado, no mesmo ginásio, às 14h (de
Brasília). Já a LSB estende sua viagem ao estado do Rio de Janeiro até o
domingo, quando encara o Macaé, no Juquinha, às 18h (de Brasília)
O JOGO
A
partida começou truncada. Os dois times perdiam a bola com certa facilidade,
até que Marquinhos abriu a contagem com uma bandeja, após um minuto e meio de
partida. Lucas, logo em seguida, empatou para a LSB. Inspirado, o ala do
Flamengo fez sete pontos em sequência, sendo, até a metade do primeiro quarto,
o único rubro-negro a converter seus arremessos. A equipe paulista encostou
através de lances livres de Lucas e Castellon. Após reclamação de falta em cima
de Marcelinho, a arbitragem deu falta técnica da comissão rubro-negra. A
partida ficou paralisada por problemas no placar do ginásio. A LSB chegou a
encostar após Bruno anotar dois pontos, mas Marcelinho fez seus três primeiros
pontos, ficando a seis da marca dos 10 mil. No fim, a bola de três de Ted deu
números finais ao primeiro quarto: 19 a 19.
Mais
solto em quadra, o Flamengo voltou convertendo uma bola de dois e sofrendo
falta desperdiçada por Olivinha. Mesmo com o bom início dos donos da casa, a
partida voltou a ficar disputada. Dois minutos depois, Ramón, em boa jogada
individual, aumentou a vantagem. Os primeiros dois pontos da LSB vieram das
mãos de Lucas, com quase a metade da segunda parcial. O time paulista voltou a
encostar no placar com lances livres e bolas de dois, o que fez José Neto, treinador
dos mandantes, parar o jogo. Com muitas reclamações à arbitragem, os torcedores
vibraram após dois arremessos de três pontos seguidos de Ricardo Fischer. Na
parte final, o Fla converteu cinco lances livres, sendo um de Marcelinho,
enquanto que o time visitante anotou duas bolas de três em sequência. A segunda
parcial ficou em 40 a 33 para o Flamengo.
O
retorno do intervalo teve nova sequência de Marquinhos, dessa vez seis lances
livres seguidos. Mesmo com a boa atuação do ala, a Liga Sorocabana anotou três
bolas de três e diminuiu a vantagem para apenas dois. O bom começo da equipe
paulista deu uma ducha de água fria na torcida, que se acalorou novamente após
uma andada de Marquinhos. A vantagem rubro-negra chegou a ficar por apenas um
ponto, mas Olivinha, de bandeja, anotou dois pontos e sofreu falta, mas errou o
arremesso. Foi a vez de JP Batista aparecer na partida, ao fazer uma sequência
de dez pontos e dar folga de 11 ao Rubro-Negro. Nos minutos finais, com uma
bola de três de Ted, o Flamengo terminou o terceiro quarto na frente: 60 a 52.
Bola
de dois de cá, bola de dois de lá. De três de lá, e de três de cá. O último
quarto começou igual. Durante quatro minutos, a diferença de dez pontos se
manteve. Com apenas quatro pontos em todo o jogo, longe da média de 25 nas
outras partidas do NBB, Marcelinho ficou quase cinco minutos no último quarto e
não conseguiu atingir a marca de 10 mil pontos com a camisa do Fla. Nos últimos
minutos, JP e Marquinhos chamaram a responsabilidade e fecharam a partida em 81
a 74.
Times
Flamengo: Fischer (8),
Marcelinho (4), Marquinhos (21), Olivinha (12) e JP Batista (22). Entraram:
Pedrinho (0), Lelê (0), Ramon (7), Mineiro (5), Danilo (0), Léo Bispo (2) e
João Vitor (0).
Liga Sorocabana:
Lucas (6), Castellon (14), Adriano (2), Alexandre (2) e Ted (18). Entraram:
Maique (0), Bruno (7), Victor (0), Luisinho (5), Leandro (0), Branquinho (4),
Cafferata (16). 
NA PONTA OPOSTA DA CLASSIFICAÇÃO
Enquanto
o Flamengo manteve o 100% nesta quinta, o Macaé continuou na ponta oposta da
classificação, sem nenhuma vitória. 
Desta vez o time caiu em casa diante do Paulistano por 96 a 84. A equipe
visitante mostrou um forte jogo coletivo, com destaque para Arthur Pecos (com
20 pontos) e o pivô Renato Carbonari, que conseguiu um duplo-duplo (14 pontos e
12 rebotes). O cestinha da partida, porém, foi Rafa Moreira, do Macaé, com 21
pontos.
Com o
triunfo, o segundo consecutivo, o Paulistano subiu para a oitava colocação, com
três vitórias em seis jogos (50% de aproveitamento). O time volta à quadra no
sábado, às 14h, contra o líder Flamengo. No mesmo dia, só que às 18h, o Macaé
recebe a Liga Sorocabana.
Times
Macaé: Anthony (19), Rafa
Moreira (21), Schneider (18), Pezão (4) e Lupa (9). Entraram: Pitico (11),
Erick (2) e Silva Júnior (0).
Paulistano:
Jhonathan (10), Renato (14), De Paula (8), Eddy (12) e Guilherme (18).
Entraram: Mogi (2), Luis Fernando (2), Victor André (3), Danilo (0), Arthur
Pecos (20) e Pedrão (7).
RESULTADOS DESTA QUINTA
Flamengo
81 x 74 Liga Sorocabana
Bauru82
x 64 Caxias do Sul
Macaé
84 x 96 Paulistano

Franca
67 x 71Vasco

COMENTÁRIOS:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here