Arena da Ilha: Flamengo acelera obras para estreia na Libertadores.

37
Foto: Raphael Zarko

GLOBO
ESPORTE
: Falta pouco para o torcedor do Flamengo conhecer a nova casa. As obras
no estádio Luso-Brasileiro estão em ritmo intenso a exatos 20 dias da estreia
na Libertadores. Nos próximos dias, as cadeiras em preto e vermelho serão
colocadas em todos lugares da arquibancada iniciadas nessa quinta – e o clube
vai terminar o asfaltamento no entorno do campo, além de intervenções no banco
de reservas e na customização do vestiário dos anfitriões. Ainda há bastante
material de obras no entorno do campo e o trabalho vai ser duro para receber a
torcida do Flamengo, 8 de março – estreia da Libertadores contra o San Lorenzo,
pela Libertadores.

As
obras são tocadas pelo Consórcio Rorh-Fast, duas empresas de engenharia. A
Simbratec é uma das executoras da instalação de arquibancadas tubulares. O
Flamengo prevê gastar cerca de R$ 12 milhões com as obras no estádio da
Portuguesa. O contrato do Rubro-Negro com a Lusa é válido por três anos,
renováveis por mais três anos.
O novo
estádio ainda precisa de aprovação dos órgãos oficiais. A capacidade deve ser
de pouco mais de 20 mil pessoas, mas ainda precisa de aprovação e vistoria do
Corpo de Bombeiros. Em contato com a reportagem do GloboEsporte.com, a
assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Defesa Civil e Corpo de
Bombeiros, o órgão informou que “há processo de regularização do estádio
em tramitação na corporação”. Ainda não há vistoria marcada e, consequentemente,
laudo para receber jogos.
Evento-teste seria no Carioca, mas vai ser
difícil de realizar
Apesar
do otimismo na conclusão das obras a tempo da estreia, o Flamengo ainda trata
com cautela da confirmação da partida do dia 8 de março para a Ilha do
Governador. Informalmente, os envolvidos nas obras dizem que o cronograma está
sendo seguido para inauguração contra o San Lorenzo. Na semana que vem o clube
deve passar panorama das obras para a torcida.
A
previsão de obras era de 60 dias. Como começaram nos primeiros dias de janeiro,
a ideia era ter o estádio pronto para uso no fim de fevereiro, início de março.
O Flamengo cogitou até fazer evento-teste, mas pelo aperto do calendário – e
também porque as finais da Taça Guanabara vão bater às vésperas da estreia da
Libertadores – não deve ser possível fazer um amistoso ou jogo oficial. Até a
estreia contra o San Lorenzo, com exceção da partida na quarta que vem em
Fortaleza (Ceará pela Primeira Liga), o Flamengo só tem a partida contra o
Madureira, no próximo fim de semana, em Volta Redonda, que não deve ser
clássico. Passando para a semifinal, pode enfrentar o Vasco. Nas finais, o
Fluminense. Os clássicos no Carioca devem ser no Engenhão.

COMENTÁRIOS: