Atletas olímpicos rubro-negros lamentam situação do Maracanã.

26
Foto: Divulgação

GARRAFÃO RUBRO-NEGRO: Por Enéas Lima

A Olimpíada, Paralímpiada como a final da oitava edição do Novo
Basquete Brasil que foram realizadas no Parque Olímpico, na Barra da Tijuca,
acabaram representando um sonho para os torcedores rubro-negros. Atualmente com
a impossibilidade de uso das Arenas Cariocas 1 e 2 e o certo abandono da
conservação do Parque, o Garrafão Rubro-Negro conversou com alguns torcedores
que abordaram o que representou viver a celebração pelo esporte naquele lugar e
ver a sua atual realidade.

A
torcedora Adriane Cristine descreve como a realização de um sonho de ter
vivenciado uma Olimpíada no Rio e lamentou a falta do legado.
– Foi
a realização de um sonho que eu não sabia que tinha. Uma mistura de culturas,
de línguas, uma emoção sem igual. E é incrível ver tantos esportes diferentes
tendo espaço num país que o futebol é hegemônico. Infelizmente o legado é
mínimo comparado ao tamanho dos gastos, da festa, e de toda a sua
funcionalidade após a realização dos jogos olímpicos.

Ronaldo
Júnior destacou como foi a experiência no Parque Olímpico e falou do sentimento
que fica com o estado de abandono da área.
– Como
torcedor eu fico muito triste, pois tinha esperança que um legado fosse deixado
para a cidade do Rio em relação aos esportes em geral. É inadmissível esse
abandono do Maracanã e das arenas, estão apagando toda as histórias vividas por
todos nós que estivemos presentes em cada competição. O que eu vivi nesse
período das Olimpíadas foi mágico, nunca tinha vivenciado nada igual, a energia
na cidade, no caminho para os locais de competições e o clima dentro das arenas
era de outro mundo. Inclusive, em todos os jogos que fui fiz a questão de
demonstrar meu amor pelo Flamengo vestindo a camisa rubro-negra.
Cláudio
Portela enalteceu o clima da cidade durante a Olímpiada e cobrou as promessas
que foram feitas a respeito do legado olímpico.

Estive em cerca de 26 eventos nas olimpíadas do Rio, a felicidade imperou em
ver que apesar de todas as dificuldades tudo estava dando certo. A condução
funcionou, as instalações olímpicas saíram melhor que o esperado, deu
praticamente tudo certo, agora se passaram 6 meses, e meus olhos marejam toda
vez que penso que os locais que vivemos 15 dias de alegria está largado as
traças e sem perspectiva nenhuma de mudanças. Onde estão as escolas prometidas
nas arenas olímpicas? Meu sentimento de tristeza impera com todo esse descaso
com a população
Lembrando
que no atual momento, apenas a Arena da Barra e o Maracanãzinho estariam a
disposição para receberem jogos do Flamengo pelo NBB 9. Arena Carioca 1 e Arena
Carioca 2 não tem previsão de quando estarão disponíveis para voltarem a
receber eventos esportivos.

COMENTÁRIOS: