CBF proíbe Clubes de ganharem dinheiro às custas do Flamengo.

32
Cadeiras da arquibancada do Estádio Mané Garrincha – Foto: Saulo Prado

GLOBO
ESPORTE
: Aquele período em que os times levavam jogos para outras praças
acabou. Em congresso técnico realizado na tarde desta segunda-feira na sede da
CBF, no Rio de Janeiro, ficou decidido que os clubes estão proibidos de vender
partidas para estádios de outros estados no Brasileiro 2017. Não foi uma
decisão unânime, já que algumas agremiações votaram de forma contrária.

A
prática já vinha sendo alvo da entidade há algum tempo. No ano passado, a CBF
proibiu que os clubes vendessem seus jogos nas cinco rodadas finais do
Campeonato Brasileiro.
Outra
medida, mas apenas para 2018, atinge em cheio o Atlético-PR. Nenhum estádio no
ano que vem poderá ter campo de grama sintética. De acordo com a entidade,
atuar neste tipo de gramado causa “desnível técnico” para as equipes
que não estavam acostumadas. A Arena da Baixada, em Curitiba, tem seu gramado
artificial desde 2016.
A CBF
também levou para votação uma propostas para que houvesse um limite de 33
atletas inscritos por equipe. Os clubes foram contrários e a medida não foi
aprovada.

COMENTÁRIOS: