CBF reduz capacidade mínima dos Estádios do Brasileirão.

16
Estádio Olímpico de Goiânia (Divulgação)

ESTADÃO:
Após a reunião desta segunda-feira no Conselho Técnico do Campeonato Brasileiro
de 2017, os 20 clubes que disputam a primeira divisão aprovaram a redução da
capacidade mínima dos estádios que receberão partidas do torneio. Até 2016,
exigia-se estádios para até 15 mil pessoas. Neste ano, a exigência caiu para 12
mil lugares.

Um dos
clubes mais beneficiados com a medida é o Atlético Goianiense. Atual campeão da
Série B, o time poderá jogar no Estádio Olímpico de Goiânia, que passou por
ampla reforma e tem capacidade para receber 13,5 mil pessoas.  No ano passado, a equipe teve excelente
desempenho em casa, vencendo 14 partidas, oito delas no Serra Dourada, cinco no
Olímpico, além da disputa contra o Vasco, em Cariacica (ES).
Para
estarem aptos a receber os jogos, os estádios do Brasileirão passarão por
“avaliações minuciosas e qualitativas”, de acordo com a Confederação Brasileira
de Futebol (CBF). Deverão ser analisados itens como gramado, placar, vestiários
e cabines de imprensa. Além disso, o Conselho Técnico proibiu que os clubes
mandem jogos fora de seus estados de origem, impedindo por exemplo que times
como Flamengo e Fluminense usem estádios de fora do Rio de Janeiro para sediar
partidas.

COMENTÁRIOS: