Com Berrío, Flamengo deve manter formação contra o Vasco.

25
Orlando Berrío – Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

EXTRA
GLOBO
: Mesmo que seis jogadores do time titular atual não tenham vestido a
camisa do Flamengo contra o Vasco, o técnico Zé Ricardo tem como maior força o
modelo de jogo adotado desde o ano passado. A formação ganhou qualidade técnica
com as entradas de Mancuello no ataque e Rômulo no meio-campo. Além do volante,
fazem a estreia contra o rival Alex Muralha, Réver, Rafael Vaz, Diego, Trauco e
Berrío, que pode ser a novidade de início, mas deve virar arma de segundo
tempo.

O
treinador acredita que, mesmo sem a experiência contra o rival o time pode
controlar as ações do jogo.

Nossa ideia é fazer uma temporada forte e essa partida faz parte do que a gente
entende como crescimento, vamos colocar nossa força á prova — afirmou, sem
assumir um leve favoritismo: — Difícil falar de favoritismo, estamos caminhando
para ser protagonista das partidas. Estamos em um bom momento e temos tudo para
nos impor e aplicar nosso modelo de jogo— explicou o técnico, que não confirmou
a escalação.
Porém,
a equipe deve ser a mesma que venceu o Madureira: Alex Muralha, Pará, Réver,
Rafael Vaz, Trauco; Rômulo, Willian Arão, Diego; Everton, Guerrero e Mancuello.
No banco, além de Berrío, Felipe Vizeu aparece como opção, já que Leandro
Damião segue lesionado. O que o Flamengo tem de melhor estará majoritariamente
de início no jogo. A tendência, portanto, é que o time busque manter a posse de
bola e consiga se apresentar com uma maior organização.
A
estatística é a única que joga contra. São nove jogos de jejum. Em Volta
Redonda, os times só se enfrentarem uma vez, em 2005, com vitória do Flamengo
por 1 a 0 no Brasileiro. A última vitória do Flamengo foi em 2015, por 2 a 1,
no Estadual.

COMENTÁRIOS: