Emperrou? Atlético-PR pede dinheiro para liberar Cirino ao Inter.

21
Foto: Pedro Martins/AGIF

GLOBO
ESPORTE
: Mesmo que o Inter já esteja acertado com Flamengo, jogador e grupo de
investidores (Doyyen Sports), segue complicada para o clube gaúcho finalizar a
contratação do atacante Marcelo Cirino junto ao Atlético-PR. Detentor de 50%
dos direitos do atleta, complicam a negociação com o montante solicitado.

O
Inter estava disposto a ceder Eduardo Henrique por empréstimo até o final do
ano como forma de compensar o Atlético-PR. Porém, os paranaenses desejam uma
compensação financeira. Tal situação deixa a cúpula gaúcha receosa. A direção
entende que já chegou ao limite. Até por isso, admite pessimismo nos
bastidores.
O
presidente do Conselho Deliberativo do Atlético-PR, Mário Celso Petraglia,
entende que, se o jogador permanecer no Beira-Rio por duas temporadas, o clube
gaúcho terá de abrir os cofres. O Furacão tem vínculo com Cirino até 2018.
– Nós
também gostaríamos de vender um pedaço do Cirino para o Inter. Nos últimos dois
anos, o jogador se desvalorizou ao estar lá no Flamengo. O Inter quer pelo
menos dois anos de contrato com o jogador. Teremos nossos 50% presos por mais
um ano (a Doyyen Sports tem os 50% restantes). Nosso contrato com o Flamengo e
com o fundo vai até o final de 2017. Depois, o jogador volta ao Atlético-PR e
teríamos o vínculo. O Inter quer até o final de 2018. Isso tem um custo, tem um
valor – afirmou em entrevista à Rádio Gaúcha.
Conforme
apurado pelo GloboEsporte.com, as negociações acontecem diretamente entre
Petraglia e o vice de futebol do Inter, Roberto Melo. A expectativa é de que a
negociação ganhe um rumo definitivo nesta semana, seja pelo “sim” ou
“não”.
Antes
de se acertar com o Furacão, o Inter definiu a compra de 25% dos direitos da
Doyyen. Cirino, inclusive, já tirou seu material do Ninho do Urubu na última
semana, quando a negociação parecia mais próxima de um desfecho positivo.
Até o
momento, o Colorado já contratou o lateral-direito Alemão, os zagueiros Klaus e
Neris, os laterais-esquerdos Uendel e Carlinhos, e os atacantes Carlos,
Roberson e William Pottker. Este último, no entanto, só se apresenta após o
término da participação da Ponte Preta pelo Paulistão.

COMENTÁRIOS: