Estádio de Juíz de Fora foi palco de briga entre Flamengo e Bota.

26
O
GLOBO
: Levar a semifinal do Campeonato Carioca para Juiz de Fora (MG), fora do
estado do Rio, foi a solução encontrada por Flamengo, Vasco e Federação do Rio
para driblar a determinação de torcida única — acatada pelo Juizado do
Torcedor após a morte de um torcedor em Flamengo x Botafogo no último dia 12. O
destino escolhido para o clássico, no entanto, traz à tona uma preocupação com
eventuais confusões entre as torcidas de Flamengo e Vasco, que vão dividir as
arquibancadas do Estádio Radialista Mario Helênio pela primeira vez.
Embora
a Ferj tenha confirmado Juiz de Fora como palco do clássico, a prefeitura do
município vetou, nesta segunda-feira, a realização da partida no sábado de
Carnaval. Segundo a prefeitura, o efetivo da Polícia Militar estará mobilizado
em outras atividades. Em abril de 2016, houve tumulto no entorno do estádio
Mario Helênio justamente em um clássico entre Flamengo x Botafogo (veja no
vídeo abaixo). O jogo, válido pelo Campeonato Carioca, terminou empatado em 2 a
2.

Perto
de um dos acessos ao estádio, que fica ao pé de uma colina e tem capacidade
para 30 mil pessoas, a polícia usou bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo
para conter distúrbios entre torcedores. No vídeo, após a correria de
torcedores, é possível ver alguns levando as mãos ao rosto, mostrando incômodo
com a ardência causada pelo gás de pimenta. Não houve, à época, informação de
presos ou feridos.
Ainda
em abril de 2016, a atuação da polícia voltou a chamar atenção no Mario Helênio.
Desta vez, por um episódio dentro do estádio. Após o Fluminense conquistar o
título da Primeira Liga contra o Atlético-PR, no dia 20 daquele mês, torcedores
tricolores invadiram o gramado para comemorar com os jogadores e receberam uma
enxurrada de gás de pimenta por parte de policiais. A atuação da polícia
incomodou até alguns jogadores do Fluminense na ocasião.
PREOCUPAÇÃO NA ESTRADA
Em
Juiz de Fora, os principais eventos de Carnaval — como o desfile das escolas
de samba da cidade — foram realizados no último fim de semana, antes do
feriado propriamente dito. Isto, a princípio, garantiria que a polícia consiga
mobilizar um efetivo adequado para o clássico entre Flamengo e Vasco neste
sábado de Carnaval.
A
preocupação, contudo, não se limita aos arredores do estádio, mas também no
trajeto dos torcedores até Juiz de Fora, que fica a cerca de 200 km do Rio de
Janeiro. Em outubro de 2001, uma briga entre torcedores de Botafogo e
Fluminense na BR-040, estrada que liga o Rio a Juiz de Fora, deixou um morto e
três feridos.
Na
ocasião, ônibus que levavam torcidas organizadas dos dois clubes se encontraram
na estrada e houve troca de tiros. Um torcedor que estava no ônibus do
Fluminense foi atingido na cabeça e morreu. Naquele ano, Botafogo e Fluminense
realizaram em Juiz de Fora uma partida válida pelo Campeonato Brasileiro,
vencida pelo tricolor por 2 a 1.

COMENTÁRIOS: