FERJ assume responsabilidade para salvar Vasco de eliminação.

19
Apresentação do lateral Gilberto e do volante Jean no Vasco – Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

GLOBO
ESPORTE
: A Ferj assumiu na tarde desta sexta-feira que errou no registro dos
jogadores Jean e Gilberto, do Vasco da Gama. Sendo assim, o clube não será mais
denunciado pelo Tribunal de Justiça Desportiva por ter colocado os dois em
campo na partida contra o Resende, pela terceira rodada da Taça Guanabara.


Recebi os documentos. Foi tudo feito corretamente. Houve um erro de sistema da
Ferj. Não haverá denúncia – afirmou André Valentim, procurador do Tribunal de
Justiça Desportiva.
Em
comunicado, o TJD diz que “de acordo com as informações prestadas pela
FERJ, a documentação exigida para registro, inscrição e inclusão dos atletas
Gilberto Moraes Junior e Jean Carlos de Souza Irmer na relação de atletas
inscritos foi encaminhada pelo CR Vasco da Gama e recepcionada pela FERJ, sob
protocolo, no dia 2 de fevereiro do corrente ano. Portanto, dentro do prazo
estabelecido.
Entenda o caso
O
regulamento do Carioca indica que, até a quarta rodada, um jogador precisa ser
inscrito até dois dias úteis antes da partida e aparecer sem pendências no Bira
(Boletim Informativo de Registro de Atletas) até o dia útil anterior. Jean
figurou na lista de inscritos no dia 3 de fevereiro, mas só teve o nome
publicado no Bira no dia 6 – a partida ocorreu no dia 5. O caso de Gilberto é
parecido – foi inscrito no dia 2 e apareceu no Bira no dia 6. (Veja abaixo as
inscrições dos atletas no Bira e as datas).
Em São
Januário, o argumento da diretoria é que houve um erro da Ferj. O clube se
apoia no fato de que tanto Gilberto quanto Jean apareceram no Boletim
Informativo Diário da CBF antes. O entendimento é de que os atletas não
poderiam estar inscritos na CBF sem estar regularizados na federação – que
teria demorado para colocá-los no Bira.
Pelo
artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, um clube punido por
“incluir na equipe atleta em situação irregular” perde três pontos, além dos
conquistados na partida em questão – no caso a vitória do Vasco por 2 a 1 sobre
o Resende. Além disso, está prevista multa entre R$ 100 e R$ 100 mil.
O que dizem os clubes interessados:
Volta
Redonda e Resende disputam com o Vasco a última vaga do Grupo C para as
semifinais da Taça Guanabara. O Cruz-Maltino tem seis pontos, mesma pontuação
do Voltaço e dois pontos a mais do Resende.
Em
nota, o Volta Redonda comunicou: “O departamento jurídico do Volta Redonda
tomou ciência do caso e já está analisando a documentação para se manifestar
com mais propriedade sobre o assunto”. O Resende, por sua vez, disse que
não irá se pronunciar no momento.

COMENTÁRIOS: