Flamengo usa força máxima em busca da melhor campanha.

17
Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo

UOL: O
Flamengo coloca em campo o que tem de melhor para enfrentar o Madureira neste
domingo (19), às 17h (de Brasília), em Volta Redonda. O objetivo do já
classificado Rubro-negro é claro: encerrar a fase de classificação da Taça
Guanabara com a melhor campanha.

A
briga é direta com o Fluminense, que terminou na liderança do Grupo C – 15
pontos, saldo de 14 gols – após a vitória por 3 a 0 sobre o Volta Redonda. Se
vencer, o Rubro-negro igualará o Tricolor em pontos e no número de vitórias. No
entanto, para superar o time das Laranjeiras será necessário triunfar por pelo
menos 3 a 0.
Desta
forma, o Flamengo chegaria aos 16 gols marcados contra dois sofridos – saldo de
14. Só que bateria o Fluminense no critério de desempate seguinte, o número de
gols pró – 16 a 14. A missão não é simples, porém, ainda mais importante do que
a melhor campanha é se garantir em primeiro lugar do Grupo B. Para isso, basta
até um empate com o Tricolor Suburbano, também garantido nas semifinais.
Por
toda essa responsabilidade, o Rubro-negro entra em campo com a equipe titular.
A tendência é a de que o técnico Zé Ricardo faça alterações apenas em caso de
problemas de última hora com alguns jogadores.
Pelo
regulamento do Campeonato Carioca, os dois times de melhor campanha na primeira
fase têm direito aos mandos de campo, além da vantagem do empate nas semifinais
dos turnos. No entanto, o mandante é especialmente burocrático – pedido de
policiamento, logística, venda de ingressos, etc.
A
indecisão está na mesa por conta da liminar obtida pelo Juizado Especial do
Torcedor e dos Grandes Eventos do Rio de Janeiro para que os clássicos sejam
realizados com torcida única – somente os mandantes terão torcedores no
estádio.
A Ferj
(Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) ainda considera precipitado
apontar vantagem para os dois melhores aproveitamentos da fase de
classificação. O Governo do Estado anunciou que recorrerá da decisão. Caso não
obtenha êxito, Flamengo, Madureira, Fluminense e Vasco terão que definir a
questão em reunião com o presidente da federação, Rubens Lopes.

COMENTÁRIOS: