Guerrero precisa de 2,5 chutes para marcar pelo Flamengo.

26
Foto: ESPN.com.br

ESPN: Se
Luis Fabiano e Paolo Guerrero alimentarão a rivalidade criada na semana do
clássico pela semifinal da Taça Guanabara, só o tempo irá dizer. Um elemento
comum a Vasco e a Flamengo, porém, pode uni-los: a pontaria de cada um dos
ataques.

No
Flamengo, o atacante peruano já é fundamental para que a equipe balance tanto
as redes como neste início de Campeonato Carioca. Já no Vasco, Luis Fabiano tem
a chance de corrigir um problema que incomoda até aqui.
O
Flamengo chuta, em média, 15 vezes a gol por jogo. O time marcou, porém, 17
vezes no Carioca, o mesmo que dizer que precisou de cerca de 4,4 finalizações
para marcar. Se o número parece satisfatório, a marca de Guerrero é ainda melhor.
O
centroavante tem seis tentos até aqui em 2017, tendo chutado 15 vezes a gol. A
bola entra, portanto, a cada 2,5 tiros do peruano, que tem aproveitamento de
53% mas finalizações.
Já no
Vasco, o drama é oposto. O clube, entre os 12 grandes, é o que mais finaliza
nos campeonatos estaduais, com 21,8 chutes por jogo. A pontaria, porém, é a
pior, com uma média de acerto de 35,8%.
O
ataque do time comandado por Cristóvão Borges também balançou as redes apenas
seis vezes, precisando, portanto, de 18,2 finalizações para conseguir marcar.
Flamengo
e Vasco decidem um dos finalistas da Taça Guanabara neste sábado, no Raulino de
Oliveira, em Volta Redonda, às 17h, com acompanhamento, em tempo real, do
ESPN.com.br.

COMENTÁRIOS: