Inter descarta aumentar proposta por Cirino, ‘abandonado’ no Rio.

21
Marcelo Cirino vive dias de incertezas no Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

GLOBO
ESPORTE
: Há exatos oito dias Marcelo Cirino deixava o Ninho do Urubu com sacola
de chuteiras e a perspectiva de finalmente mudar de ares. A negociação com o
Internacional – que já durava quase dois meses – avançava, e o jogador já
planejava a viagem para Porto Alegre para começar vida nova no clube gaúcho.
Uma semana depois, o entrave que parecia superado – e atende pelo nome de Mario
Celso Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo do Atlético-PR – deixa a
saída do jogador do Flamengo por um fio.

Nesta
quarta-feira, o Flamengo joga em Fortaleza contra o Ceará pela Primeira Liga.
Bem longe dali, na Região Sul, novas peças podem se mexer para melar de vez ou
sacramentar a transferência. O vice-presidente de futebol do Inter, Roberto
Melo, vai fazer mais um esforço para concretizar o negócio com o Furacão. O
Colorado não vai aumentar mais a proposta – que envolve o empréstimo do volante
Eduardo Henrique – e está no limite para jogar a toalha.
O
jogador vive momento de solidão no Rio de Janeiro. A mulher, Isadora, de 22
anos, está grávida de 36 semanas e passa período em Maringá para ficar mais
perto da família neste momento de indefinição da carreira do atacante. A
pequena Flavia deve nascer logo depois do Carnaval.
Confiante
nos avanços da negociação, Cirino entregou apartamento que morava no Recreio no
início do ano. Ele está vivendo num hotel há quase um mês. Na semana passada,
mesmo com a negociação bem avançada, ele ainda treinava junto com o grupo do
Flamengo. Mas não treinou nestes últimos dois dias, à espera de uma definição
do caso.
Com as
bases da saída de Cirino acertadas, o Flamengo esperava desfecho rápido e
previa acerto para saída do jogador até o fim da última semana. A demora e a
intransigência de Petraglia irritaram os dirigentes da Gávea, que tentam dar
suporte ao jogador nesse período de instabilidade na carreira.
Aos 25
anos, Cirino tem 101 jogos pelo Flamengo e 24 gols marcados em duas temporadas
pelo clube carioca. O atacante não foi relacionado para as últimas partidas do
time de Zé Ricardo e fica cada dia com menos espaço – até pelas circunstâncias
e demora na transação. Em 2017, ele ficou no banco em apenas dois jogos oficiais
e atuou por apenas 30 minutos – contra o Nova Iguaçu no Carioca, no dia 4 de
fevereiro. Diante do Grêmio, pela Primeira Liga, quatro dias depois, ficou como
opção na reserva, mas não entrou. Jogou o amistoso com o Vila Nova.

COMENTÁRIOS: