No Flamengo, Diego já igualou passagem por Fernerbahçe e Madri.

17
Diego comemorando gol pelo Flamengo – Foto: Gilvan de Souza

ESPN: Nesta
terça-feira, o meia Diego, do Flamengo, completa 32 anos. Vivendo grande fase,
ele tem muitos motivos para comemorar, assim como os torcedores, já que o
atleta vive uma das fases mais goleadoras de sua carreira.

Desde
que foi contratado pelo time rubro-negro, em 19 de julho do ano passado, Diego
fez 24 partidas pelo Fla e marcou 10 gols, incluindo um logo em sua estreia, na
vitória por 2 a 1 sobre o Grêmio, em 21 de agosto, pelo Brasileirão.
Com
isso, ele já igualou o mesmo número de tentos que fez em suas passagens por
Atlético de Madri e Fenerbahce, dois últimos times nos quais ele esteve antes
de se transferir para a Gávea.
A
diferença é que o armador atuou dois anos e meio somados pelos times da Espanha
e da Turquia, enquanto no Flamengo são apenas sete meses desde que ele foi
contratado, e seis desde que entrou em campo pela primeira vez.
Neste
período na Europa, anotou 10 gols em 92 partidas, o que deu média de 0,11
gol/jogo.
Foram
dois em 19 partidas pelo Atlético, na temporada 2013/14, e mais cinco em 73
duelos pelo Fener, nas temporadas 2014/15 e 2015/16.
A
média de gols atual de Diego (0,42 gol/jogo), aliás, só foi superada em uma
temporada numa única vez em sua carreira: em 2008/09, quando ele fez 21 tentos
em 39 partidas pelo Werder Bremen, da Alemanha, o que deu média de 0,54
gols/jogo.
Os 10
gols pelo Flamengo também já foram suficientes para ultrapassar o total que ele
fez pela Juventus, nas temporada 2009/10 e 2010/11: apenas sete em 47 partidas.
Em
2017, o craque rubro-negro tem quatro gols marcados, todos no Campeonato
Carioca.
Foram
três em times pequenos (um no Boavista, um no Macaé e um no Madureira) e um –
totalmente decisivo – no clássico contra o Vasco, no último sábado, pela
semifinal da Taça Guanabara.
Já em
2016, ele marcou seis vezes no Campeonato Brasileiro: contra Grêmio,
Chapecoense, Figueirense, Atlético-MG, Coritiba e Santos.
De
seus 10 gols, apenas três foram de pênalti até agora.

COMENTÁRIOS: