O Carioca da incompetência.

13
Foto: Divulgação

LANCE:
Luiz Fernando Gomes

A Taça
Guanabara chega a sua fase decisiva e a única coisa que se sabe ao certo é que
no sábado o Flamengo vai enfrentar o Vasco em uma das semifinais. Não está
definido onde será o jogo, se haverá ou não torcida única no chamado Clássico
dos Milhões. É mais uma situação bizarra, criada por uma gestão amadora e
incompetente que se perpetua na Ferj com o aval da CBF e a conivência dos
clubes – Vasco e Botafogo inclusive – e entidades quase amadoras do interior do
Estado. O erro começa no calendário: marcar semifinais para um sábado de
carnaval, numa cidade que respira folia, já é um disparate. Não ter nada
definido a uma semana de um jogo de tamanha importância é um escárnio.
Fluminense e Madureira, ao menos, já têm onde jogar: farão a outra semi em
Volta Redonda.
Flamengo & Vasco
A
decisão judicial de impor torcida única nos clássicos do Rio conseguiu uma
proeza que já parecia impossível: colocar do mesmo lado Eurico Miranda e
Eduardo Bandeira de Mello. Isso só revela o quanto a medida é ruim para o
futebol carioca. Eurico no seus estilo falastrão, foi mais duro: disse que seu
time não entra em campo se a ideia da torcida única vingar. Mesmo porque, como
o Flamengo foi primeiro do seu grupo e entra na semi em vantagem, se houver um
torcida, essa terá de ser, pela lógica, rubro-negra. Mas nem isso comove o
outro lado: Bandeira também disparou contra a proposta. Será uma semana de
articulações. O governo também vai recorrer contra a medida.O minimo que se
espera é bom senso da Justiça, das autoridades de segurança, da cartolagem. E que
não se atente contra o futebol.

COMENTÁRIOS: