Que torcida é essa?

17
Foto: Divulgação

FALANDO DE FLAMENGO: Por Luciana Zogaib

Hoje,
um domingão típico carioca, solzão na praia e na laje, bloquinhos de carnaval
aquecendo mas me falta algo para complementar. Eu não imaginava que as tardes
de domingo sem Zico no Maracanã chegariam a esse ponto. Não temos mais Zico,
não temos mais Maracanã e em breve não teremos mais torcidas juntas.
Quem
será de fato punido? Quem ganha com uma decisão como essa? Quem é o torcedor de
futebol de hoje? Essas perguntas não param de perturbar minha cabeça.
É
unanimidade o desejo de se afastar dos estádios aqueles que ali vão para
tumultuar, brigar, matar. Esses não apenas dos estádios mas do convívio social
devem ser afastados. Não podemos generalizar ou limitar o problema as torcidas
organizadas, nem todos que ali estão são marginais. Mas é fato notório que
marginais se aproveitam dessas organizações para se infiltrarem e formarem
grupos violentos. Não é algo simples porém é completamente factível a
identificação dessas pessoas e a punição exemplar. No mundo BBB que vivemos,
isso pode ser feito até com certa facilidade. Há exemplos mundo afora e basta
interesse para se fazer.
O Rio
de Janeiro está atolado em crise, a polícia mal paga não garante a segurança,
os clubes então deveriam se unir e investir no tema afinal a maioria deles vem
buscando a profissionalização dos seus negócios e quem vai garantir o retorno a
tudo isso é o torcedor.
E quem
é hoje o torcedor de futebol? Talvez aquele que hoje frequente o estádio seja
apenas a minoria daqueles que contribuem para o clube. Com tanta dificuldade de
acesso, ingressos caros, estádios fechados, jogos fora das praças, violência,
quem ainda se arrisca a assistir um jogo do seu clube de coração? Quem ainda
leva seus filhos para esses locais?
Recentemente
um episódio trágico no futebol brasileiro uniu muitas torcidas, inúmeras
demonstrações de solidariedade foram vistas em estádios do mundo inteiro para a
Chape, e ali muito se falou que somos adversários e não inimigos. Muitos se
associaram a Chapecoense para ajudar o clube a voltar a brilhar. Esses são os
torcedores amantes do futebol, aqueles que querem ver o espetáculo no campo e
nas arquibancadas. Porém estes é que serão punidos com essa medida. Será mais
um enterro daquilo que nos dá prazer. Já não temos mais o desfile das
bandeiras, os fogos, as luzes, o papel higiênico lindo arremessado, não teremos
mais a beleza de um estádio lotado com diversas cores.
O que
vai sobrar? Nossos craques já vão embora cedo, nossos campeonatos já são
esvaziados de todas as maneiras, pra onde querem levar o futebol brasileiro? Já
não basta tanta descaracterização? Já não nos bastou o 7×1? Não vamos mesmo nos
reinventar positivamente depois disso tudo?
E você
torcida, vai continuar de braços cruzados vendo tudo isso? Chegou a hora de se
manifestar, mostrar quem manda nesse jogo, mostrar quem de fato é a maioria.
Porque nos meus filmes o bem sempre vence o mal.
Vamos
Flamengo, somos vanguarda, somos a maior torcida, vamos colocar pra fora os que
mancham nosso nome e jogar cada vez mais as mãos pra cima para comemorar os
grandes feitos que tenho certeza estão bem próximos.

COMENTÁRIOS: