Rio foi quem mais investiu em Estádios, mas não tem um pra jogar.

12
Foto: Divulgação

ESPN: Flamengo
x Vasco, um dos maiores clássicos do futebol brasileiro, ainda não tem palco
definido para o confronto do próximo sábado, válido pela semifinal da Taça
Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca. Mas não é por falta de opções
na cidade.

O Rio
de Janeiro tem 17 arenas cadastradas na CBF. É a cidade com mais estádios
disponíveis no Brasil, segundo a entidade nacional. Mais até do que São Paulo,
que, embora seja bem maior em tamanho territorial, tem oito estádios
cadastrados no documento.
Além
disso, o Rio de Janeiro gastou cerca de R$ 2 bilhões em reformas ou construção
de arenas nos últimos anos. Boa parte desse dinheiro foi público.
Foram
R$ 304 milhões no complexo do Maracanã visando os Jogos Pan-Americanos de 2007,
mais R$ 1,2 bilhão para reformar o estádio para receber a Copa das
Confederações de 2013 e a Copa do Mundo de 2014. Fora adaptações para a
Olimpíada, cujos valores não foram divulgados.
Já o
estádio Nilton Santos, o Engenhão, teve custo de construção de R$ 380 milhões.
Depois passou por reformas visando a Olimpíada de 2012 e foram gastos mais R$
115 milhões no local, que recebeu as provas de atletismo e jogos de futebol.
Até o
modesto estádio Luso-Brasileiro, da Portuguesa-RJ, recebeu investimento.
O
Botafogo chegou a investir R$ 5 milhões para poder jogar no local no segundo
semestre de 2016, enquanto o Flamengo acertou o pagamento de R$ 7 milhões à
Portuguesa-RJ para utilizar o local como casa própria nos próximos três anos.
Dos
três estádios, o Engenhão é o único com chance de receber a partida entre
Flamengo e Vasco, no sábado. Isso porque o Maracanã está fechado desde a
Olimpíada por conta de um impasse entre os administradores do local com a
Justiça. E o Luso-Brasileiro tem capacidade para cerca de 15 mil pessoas, ou
seja, é bem modesto para o clássico.
Mas o
que tem impedido a definição do local é o fato de os clubes cariocas serem
contra a determinação do Ministério Público do Rio de Janeiro de realizarem o
clássico com torcida apenas do mandante. A medida foi tomada após briga entre
torcedores de Botafogo e Flamengo, há duas semanas, antes de confronto no
Engenhão.
Flamengo
e Vasco chegaram a cogitar jogar em outro Estado, mas já se manifestaram a
favor de disputar o clássico no Engenhão desde que seja com torcida dividida.
A
decisão do palco da final deve sair nesta quarta-feira.

COMENTÁRIOS: