Thiago Neves diz que melhor fase da carreira foi no Flamengo.

19
Thiago Neves comemorando gol pelo Flamengo – Foto: Celso Pupo

UOL: Um
anúncio pomposo, a recepção calorosa no saguão do aeroporto e, enfim, a
estreia. Thiago Neves fará a sua primeira partida com a camisa do Cruzeiro
nesta quarta-feira (22), às 22h (de Brasília), no Mineirão, diante do São
Francisco-PA, pela segunda fase da Copa do Brasil. Menos de uma semana antes,
ele conversou com a equipe do UOL Esporte e falou sobre o novo desafio na
carreira.

Em uma
conversa de aproximadamente 30 minutos, o meia-atacante de 31 anos não fugiu de
divididas, fez promessas à torcida do time mineiro e comparou o elenco
comandado por Mano Menezes ao Fluminense campeão brasileiro em 2012.
Questionado
sobre as suas metas pessoais no retorno ao Brasil, o principal reforço
cruzeirense não titubeou e revelou que pretende ser o grande nome do clube em
2017:
“Eu
tenho na minha cabeça. Se eu não tiver minhas metas… Eu penso em fazer entre
20 e 25 gols por ano aqui no Cruzeiro. Eu falo das minhas metas. Não sei se vou
alcançar, mas vou correr atrás disso. Quero ser o melhor jogador do time, o
melhor do Brasileirão, de qualquer competição”, afirmou Thiago Neves, que
ainda completou: “A gente sabe das qualidades de Arrascaeta, Robinho e
outros também. Não vou ser egoísta, mas tenho as minhas metas. É o que tenho na
minha cabeça e é o que vou fazer aqui”.
Confira outros pontos abordados na
conversa entre a reportagem e o meia-atacante do Cruzeiro:
Às
vésperas de sua estreia, o que você diria para o torcedor do Cruzeiro?
Primeiro,
obviamente, quero agradecer pela recepção até hoje. Todos que me encontram nas
ruas falam bem, esperando a minha estreia. Está chegando. A hora vai chegar e
eu vou arrebentar.
Dá para repetir feitos históricos, como a
Tríplice Coroa 2003 e o bicampeonato brasileiro?
Com
certeza. Pelo time que tem, pelo jeito que a gente está jogando, pela vontade,
pela intensidade, até no jogo contra o Volta Redonda… Eu gosto de assistir
aos jogos de outras equipes e não vi nenhuma que jogue na intensidade que a
gente está jogando. A gente está muito à frente dos outros. A nossa equipe muda
três, quatro peças e continua no mesmo nível, na mesma intensidade.
Qual foi a melhor fase de sua carreira?
Teve o
Fluminense em 2008, que foi muito bom. Mas para mim, foi em 2011 no Flamengo.
Foi a melhor, pelo tanto de gols que fiz, por ter Ronaldinho e Deivid no time.
Mesmo assim, consegui me destacar com esses jogadores. Foi especial para mim.
Você já fez 165 gols na carreira, segundo
um levantamento do Superesportes. É o jogador do elenco que mais vezes marcou.
Como avalia esta estatística?
Eu
sempre gostei de chutar, de chegar à área, de bater falta. A única coisa que eu
tenho dificuldade é pênalti. Não sou muito bom para bater pênalti. Eu gosto de
chegar à área, gosto de fazer gol, organizar bem o time e sempre estar
chegando. Não sabia desse número de gols. 165 (gols). Quero fazer 200 aqui no
Cruzeiro.
Você vê semelhanças entre o atual time do
Cruzeiro e o Fluminense de 2012?

para ver isso. Eles entendem também. Jogador, hoje, não é mais bobo. Eles sabem
que só vão jogar 11. A gente tem muita qualidade, a oportunidade vai aparecer.
A gente tem cinco competições. Mineiro, Primeira Liga, Copa do Brasil, daqui a
pouco começa a Sul-Americana. A gente vê que o Rafinha está voando.

COMENTÁRIOS: