Veja nomes de promessas recentes da Base do Flamengo.

12
Lucas Paquetá durante treino da Seleção Brasileira – Foto: Lucas Figueiredo/CBF

LANCE:
Ao que parece o Flamengo montou um time em que quase não se vê as joias tão
faladas da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2016, que conquistou o
tri-campeonato do clube. A tendência para esta temporada, é que os garotos que
se destacaram recebam oportunidades do técnico Zé Ricardo.

Entre
os jogadores, está o trio Matheus Sávio, Felipe Vizeu e Lucas Paquetá, que foi
convocado para a Seleção Sub-20, e retorna nesta quinta-feira. No elenco atual,
os jogadores que se formaram na categoria de base aguardam no banco de reservas
ou nem chegam nele. Segundo João Pedro Granette, setorista do Flamengo no L!,
Zé Ricardo, que trabalhou com o time que conquistou o tri, deve dar mais
chances aos jogadores em 2017.
– O
Flamengo está com uma geração boa de jovens no atual elenco. Grandes valores
individuais que já vestiram a camisa da Seleção Brasileira nas categorias de
base. Vizeu já mostrou que tem muita qualidade, outros buscam seu espaço. Zé
Ricardo trabalhou com eles na Copinha de 2016 e sabe conduzir um por um. Léo
Duarte, Ronaldo, Paquetá, Sávio e Thiago devem ter mais chances esse ano e
todos têm qualidade para crescer profissionalmente, ajudando o Flamengo nos
próximos anos.
Matheus Sávio,
convocado pela Seleção Brasileira Sub-20, se destacou na Copa São Paulo de
Futebol Júnior em 2016 e recebeu algumas oportunidades de atuar no time
profissional do Flamengo, marcando quatro gols. Nesta temporada, o atleta, que
ainda não participou de jogos, volta ao time para tentar vaga no time titular.
Felipe Vizeu
liderou a equipe do Flamengo que foi campeã da Copa São Paulo de Futebol Júnior
em 2016 e terminou a competição como vice-artilheiro, com sete gols, e craque
do campeonato. Com contrato no profissional até 2020, o atacante participou de
vitórias importantes, como a da partida contra o Atlético-MG, em que marcou
dois gols e ajudou o Rubro Negro a voltar ao G4. Na Seleção Brasileira, junto
com Sávio e Paquetá, Felipe Vizeu retorna ao CT do Flamengo nesta quinta.
Lucas Paquetá
também é uma das joias que vieram da base. O jogador de 19 anos teve problemas
ainda nas categorias de base. Tinha boa ficha técnica, mas não tinha altura e
massa corporal como a de seus companheiros, o que o deixou fora de várias
partidas. Na temporada passada, participou de algumas partidas no profissional
e foi convocado para a Seleção Sub-20, devido ao desempenho que teve na Copinha
em 2016.
Vinícius Júnior ainda
não pertence aos profissionais, mas vale a pena ser destacado. O jogador de 16
anos, que possui multa de 30 milhões de euros, antes mesmo de subir de
categoria, chamou a atenção de clubes europeus e participou de treinos com os
jogadores do elenco profissional. O meia-atacante foi vice-artilheiro do
Brasil, campeão do Sul-Americano Sub-15, marcando seis gols nas seis partidas
que atuou, além de cinco assistências. Na Bricks Cup Sub-17, foi artilheiro,
balançando a rede cinco vezes. Este ano, foi convocado novamente para disputar
o Sul-Americano Sub-17 no Chile.
Thiago também fez parte do
time campeão da Copinha em 2016. O atleta teve papel importante na disputa de
pênaltis, que deu o título ao Flamengo e foi eleito o melhor goleiro da
competição. Atualmente, no profissional, o goleiro é o segundo goleiro, já que
Paulo Victor está atuando no Gaziantepspor (TUR).
Gabriel Batista é o
terceiro goleiro do time profissional e passou pelo Mundial Sub-17 de 2015 com
a Seleção Brasileira e foi campeão do Campeonato Carioca de Juniores em 2015.
Também participou da Copinha, mas o time não chegou à final.
Ronaldo foi campeão da Copa
São Paulo de Futebol Júnior em 2016. No time de joias, o volante se mostrou
versátil e grande dentro de campo. O jogador que marcou até gol no torneio de
juniores também aguarda oportunidade para jogar entre os profissionais.
Cafu também faz parte do
time de campeões da Copinha e, após voltar de empréstimo ao Mumbai, para o
último Campeonato Indiano, o jogador marcou oito gols na última temporada, sete
pelo Sub-20 e um no Mubai, onde atuou ao lado de Diego Forlán, melhor jogador
da Copa de 2010. Treinado por Zé Ricardo na base, Cafu recebeu algumas
oportunidades do técnico, mas segue na reserva do time.
Leo Duarte
chegou no Flamengo em 2014, foi capitão do time na conquista da Copa São Paulo
de Futebol Júnior em 2016 e foi promovido ao profissional logo após a competição.
O zagueiro de 20 anos participou de cerca de nove partidas com a camisa
rubro-negra, mas aguarda chances de atuar entre os titulares nesta temporada.

COMENTÁRIOS: