Abel questiona veto do Flamengo ao Maracanã e critica Fluminense.

12
Abel Braga ao lado de Pedro Abad e Peter Siemsen, ex-Presidente do Fluminense – Foto: Mailson Santana

LANCE:
A diretoria do Fluminense celebrou a decisão tomada nesta sexta-feira, pelo
desembargador Clóvis Farias Matos, que derrubou a liminar que determinava
clássicos no Rio de Janeiro com apenas uma torcida. Abel Braga não fugiu do
assunto durante coletiva e levantou vários questionamentos sobre a final da
Taça Guanabara. O adversário será o Flamengo, domingo, no Nilton Santos.


Seria diferente (atuar com apenas uma torcida). Mas a liminar que foi derrubada
eu não sou contra. É um ato educativo, só não compactuo com o estádio de
portões fechados. Quando sai confusão fora do estádio todos os canais ficam em
cima disso. Tem torcedor do Fluminense (Pedro Scudieri) internado até hoje, o
do Botafogo morreu (Diego Silva) – antes de completar:
– Eu
acho que tinha que continuar (torcida única), mas é maravilhoso ter as duas
torcidas. É o espetáculo completo. A torcida rival quando te vaia é um
incentivo também.São tantos problemas (de violência), que não tem como ficar
contra. Temos que aprender a respeitar todos – comentou o treinador do Flu.
A
discussão sobre a presença das torcidas de Flamengo e Fluminense na final da
Taça Guanabara tomou conta da semana que antecedeu o clássico carioca. Abel
Braga soube da determinação das duas torcidas no Nilton Santos durante o treino
no CT Pedro Antonio e lamentou o momento do futebol carioca.
– Já
se falou muito disso e pouco da partida. Pouco foi falado dos times, dos
atletas, os personagens do jogo. Que bom que foi resolvido. Vamos pensar no
jogo agora – comentou Abel Braga, antes de questionar a escolha do estádio:
– Como
que pode não ser no Maracanã, e o Flamengo vai jogar lá na quarta (pela
Libertadores contra o San Lorenzo)? Quem não deixou? Pode me dizer? É estranho.
O Fluminense está ficando parceiro de muita gente – finalizou.BLO

COMENTÁRIOS: