Clubes europeus buscam informações pessoais de Vinicius Júnior.

159
Vinicius Júnior, do Flamengo, ao lado de sua família – Foto: Divulgação

ESPN: O
atacante Vinicius Júnior é uma das mais novas promessas do futebol brasileiro.
E, após ser destaque da última Copa São Paulo de Futebol Júnior e craque do
recém-encerrado Sul-Americano sub-17, o atleta deixou o futebol europeu
encantado. E o assédio vem sendo cada vez maior.

Dezenas
de equipes entraram em contato com representantes do atleta nos últimos dias em
busca de informações. Até porque, até 12 de julho de 2018, quando completará 18
anos, a Fifa proíbe qualquer transferência internacional.
Por
isso, a procura não é nem no sentido de saber valores, e sim informações sobre
quem é Vinicius Júnior como pessoa. Sua família, seus hábitos, seu
comportamento extracampo, tudo está na pauta dos europeus sobre o novo
candidato a estrela do futebol brasileiro.
“Eles
procuram buscando informações, querendo saber como é a vida pessoal e
profissional, vida familiar, mas não assédio por contrato, fazer propostas nem
nada, o mercado não funciona assim. Existe interesse, querem estar próximos, se
amanhã se tornar o que muitos imaginam que será, eles querem ter acesso”,
explicou Frederico Pena, diretor da Traffic, que agencia o jovem.
“Eles
perguntam: ‘O menino imagina sair do Brasil quando tiver a primeira proposta?
Quer fazer carreira aqui? Quer jogar onde?’ É um assédio de informação, não
contratual. Não é algo negativo”, continuou.
Segundo
apurou a reportagem, clubes de Inglaterra, Espanha, Itália, França e Alemanha
já procuraram representantes de Vinicius em busca de informações.
“É
para saber como ele é, como é a família, se tem estrutura, se o pai e a mãe são
casados, quantos irmãos ele tem, se quer jogar na Espanha, Inglaterra ou
Alemanha”, disse Frederico Pena.
O
diretor também explicou que, pela idade, o atleta tem que ficar no Brasil.
“Ele
não pode ir embora, não pode ser vendido, não tem idade, o resto é especulação.
É o trabalho dos clubes europeus observar jogadores desde jovem para lá na
frente verem se vale a pena”, afirmou o empresário.
Vinicius
Júnior tem uma multa rescisória de pouco mais de R$ 100 milhões, e o Flamengo não
tem interesse em negociá-lo no momento. A ideia é que o jovem suba aos
profissionais o quanto antes e possa amadurecer para um dia contribuir com o
elenco profissional.
O
Flamengo possui 90% dos direitos econômicos de Vinicius Júnior, enquanto os
outors 10% são da família de Vinicius. Seu vínculo atual vai até o meio de
2019, e o Fla pretende aumentar consideravelmente seu salário.

COMENTÁRIOS: