Diego, do Flamengo, tem média de quase 1 gol por jogo no ano.

18
Gilvan de Souza / Flamengo

LANCE:
Com dez gols em 25 jogos pelo Flamengo, Diego tem outros ótimos números que
apontam a importância dele para o time rubro-negro. O meia é o ‘cérebro’ da
equipe de Zé Ricardo, porém faz mais do que o seu papel de criador de jogados.
Há cerca de seis meses defendendo vermelho e preto, o camisa 35 assumiu o
protagonismo já esperado e vem se destacando muito.

Diego
tem apenas cinco jogos neste Campeonato Carioca e quatro gols. Ou seja, uma
média de quase um gol por partida. Além disso, ele lidera o quesito
‘finalizações’. O meia tem um índice de aproveitamento de mais de 56% nas vezes
em que arriscou contra a meta adversária.
O
camisa 35 tem ainda uma assistência, quatro desarmes, dois dribles quatro
viradas de jogo perfeitas, nove faltas recebidas e sete cometidas neste
Estadual. O que também chama atenção é o ótimo índice de acertos nos passes –
92%. Foram 166 passes certos, com média de posse de bola de um minuto e 22
segundos por partida.
O
técnico Zé Ricardo vem incentivando Diego a chegar mais ao ataque desde o
Brasileiro do ano passado. O meia costuma tabelar com Guerrero para receber em
boa condição para finalizar, de frente para o gol.

COMENTÁRIOS: