Flamengo confirma Maracanã para jogo contra o Atlético-PR.

28
Foto: Divulgação/Flamengo

GLOBO
ESPORTE
: O Flamengo publicou em seu site oficial que o jogo contra o
Atlético-PR, pela terceira rodada da Libertadores será no Maracanã. A partida
está marcada para o dia 12 de abril e será a segunda vez que o Rubro-Negro
carioca vai jogar no estádio neste ano. A primeira partida no Maior do Mundo em
2017 também foi na competição continental, quando o Fla venceu o San Lorenzo
por 4 a 0, na estreia da Liberta.

Enquanto
o local do confronto não era definido, o Flamengo chegou a estudar a
viabilidade da Arena da Ilha em receber a partida. Porém, devido ao estágio
atual das obras, seria improvável que o local estivesse pronto a tempo na data
marcada. Por outro lado, a alternativa serviu para o Rubro-Negro buscar
diminuir o valor cobrado pela concessionária para a realização do jogo no
Maracanã.
Na
estreia pela Libertadores, o clube gastou cerca de R$ 2 milhões. O valor foi
utilizado para deixar o Maracanã em condições, mas a alta soma investida pelo
Rubro-Negro só condicionou a realização do jogo em questão. Desta vez, o
Flamengo terá que arcar com menos custos do que na estreia porque o valor
também foi pago para quitar dívidas do estádio, além da recolocação de cadeiras
e gramado.
Profissionais
envolvidos nas obras da Arena da Ilha chegaram a ser deslocados, atrasando um
pouco mais o processo. Após a partida com lotação máxima, houve lucro de 20%,
valor considerado pouco substancial pela diretoria.
No fim
do ano passado, Flamengo e Portuguesa-RJ firmaram acordo por três anos
(renováveis por mais três) de utilização do Luso-Brasileiro – também chamado de
Arena da Ilha. Em 2016, o estádio foi administrado pelo Botafogo. Ao fim do
contrato, o Botafogo desmontou a estrutura utilizada em 2016.
O
clube informou que a divulgação sobre a venda de ingressos será feita
posteriormente.
A
confirmação do Maracanã como palco da partida vem um dia depois do grupo
francês Lagardère, que não possui boa relação com o Flamengo, encaminhar a
compra da concessão do estádio atualmente administrada pela Odebrecht. A
companhia espera anunciar o plano de gestão nas próximas semanas.

COMENTÁRIOS: