“Flamengo de Zico venceria o Barcelona de hoje”, afirma Müller.

35
Foto: Divulgação

FOX
SPORTS
: Um dos maiores clubes do mundo e dono de futebol vistoso, o Barcelona é
referência mundial, já que Messi, Suárez, Neymar e companhia encantam a todos
com golaços e partidas históricas, como a goleada por 6 a 1 sobre o Paris
Saint-Germain, nas oitavas de final da Champions League. Tirando o clássico
contra o Real Madrid, a equipe catalã entra favorita contra qualquer equipe. No
entanto, décadas atrás o cenário seria diferente, segundo o ex-atacante Müller.

Em
entrevista exclusiva ao FOXSports.com.br, o ídolo de São Paulo e Palmeiras
elogiou os comandados de Luis Enrique, mas acredita que os espanhóis não teriam
esse favoritismo todo nos anos 80 e 90. Segundo ele, famosos esquadrões do futebol
brasileiro venceriam a constelação de craques do time catalão em um possível
duelo pelo Mundial de Clubes:
“Com
certeza (venceriam o Barcelona). A equipe do São Paulo, na época do Telê, o
Flamengo comandado por Zico, o Inter liderado por Falcão. Todas essas equipes
venceriam o Barcelona de hoje. Ganhamos em 92 de uma grande equipe. Não é de
agora que eles têm um time forte. Na época, o Barça já era um dos melhores do
mundo”, conta Müller.
Para
bater Messi e companhia, ele acredita que o time precisa pressionar os
blaugranas no campo de defesa, o que não foi feito pelo PSG, que permitiu a
fatídica virada que entrou para a história do futebol. Diferente dos franceses,
o São Paulo enfrentou o Barça da época de igual para igual e acabou premiado
com o título mundial de 92. Ele conta bastidores do encontro, que contou até
mesmo com um ‘chega para lá’ de Ronaldão no adversário:
“Adiantamos
a marcação, anulamos o Stoichkov. Eu falei para o Ronaldão jogar ele na pista,
senão iria marcar mais gols para o Barcelona. Era um craque de bola. Mas ficou
com medo do Ronaldão. O São Paulo foi para cima deles. O Barcelona foi melhor
tecnicamente, mas jogamos pro ataque também. Arriscamos no jogo. Eu mesmo fui
para cima do defensor, tentei um drible e a jogada resultou em gol. Conseguimos
a virada por isso”, finalizou.
O
próprio Guardiola, que iniciou esse futebol bonito do Barcelona e esteve
presente naquela partida, já rasgou de elogios o time comandando por Telê
Santana.

COMENTÁRIOS: