Flamengo quer dar “vitrine” a Cirino o colocando para jogar.

16
Marcelo Cirino sorrindo – Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

GLOBO
ESPORTE
: Em sua terceira temporada de Flamengo, Marcelo Cirino retornou aos
planos de Zé Ricardo após ver seu desejo de trocar o clube pelo Internacional
frustrado. Mais do que isso: neste domingo voltou a atuar, algo que não fazia
há 50 dias – o último jogo foi contra o Nova Iguaçu (4×0), em 4 de fevereiro.
Substituiu Berrío no empate por 2 a 2 com o Vasco aos 40 minutos da etapa final
e não foi bem. O atacante de 25 anos cometeu faltas que escancararam sua falta
de ritmo.

Após a
partida, Zé afirmou que Cirino terá novas oportunidades caso demonstre
resultados nos treinamentos. Para o clube, interessante colocá-lo na vitrine,
já que terá de assumir uma dívida superior a R$ 16 milhões em janeiro de 2018
caso não consiga negociá-lo.
É bom
frisar, entretanto, que o Rubro-Negro tem boa relação com a Doyen, fundo de
investimento que viabilizou a ida do camisa 7 para a Gávea e que fez do
energético Carabao, uma de suas marcas, novo patrocinador rubro-negro no início
do ano.
– Ele não
está 100% porque ficou 10 dias sem treinar em virtude do nascimento da filha
dele, que é outro fator importante para o amadurecimento do atleta. Não estava
100% fisicamente, mas com a contusão do Gabriel, sabíamos que o Berrío talvez
não mantivesse o nível durante 100% da partida. Ganhou a oportunidade. Agora
vai depender unicamente do dia a dia dele. Se ele mostrar que tem condições de
retornar ao time titular e que está melhor que o atleta que está jogando no
momento, vai ter oportunidade, assim como todos têm – avaliou Zé Ricardo.
Segundo
relato do técnico, Cirino se comprometeu a dar tudo de si enquanto estiver
defendendo o Flamengo, mas admitiu que o mesmo estava muito satisfeito quando a
ratificação da transferência para o Inter estava na iminência de acontecer. Mas
o acerto melou.
– A
gente sabe que o Marcelo é um jogador com qualidades específicas e
interessantes para o futebol de hoje. Tem muita velocidade e está bastante
motivado com a nova oportunidade no clube. Em princípio, segundo as palavras do
próprio, a saída dele do clube tinha sido muito boa para ele. Sempre preferimos
que o atleta se sinta bem, mas infelizmente a negociação com o Internacional e
o Atlético-PR não se concretizou. Ele voltou muito motivado, sabe que vai ter
que cumprir o contrato dele, é atleta do clube. Enquanto estiver aqui, segundo
palavras dele, vai se doar ao máximo. A gente espera que seja sim, até porque
não tem outra alternativa para ele.
Sucesso nos estaduais e sumiço nos grandes
campeonatos
Grande
contratação do mercado de verão de 2015, Marcelo Cirino chegou ao Flamengo
credenciado pelas grandes exibições com a camisa do Atlético-PR. Veloz e de
chute potente, arma que havia demonstrado sobretudo na decisão da Copa do
Brasil de 2013 – entre Furacão e o Fla – , quando fez um golaço no jogo de ida.
Não
vingou na Gávea. Foi sempre um jogador de verão. Dos 24 gols marcados pelo
clube, 20 deles (83,33% do total) saíram no primeiro semestre. Em 2015, foram
11: nove no Carioca, um na Copa do Brasil e outro no Brasileiro.
Na
temporada passada, mais uma vez só apareceu no estadual, desta vez até marcando
em clássicos – fez nos empates por 1 a 1 com Vasco e Botafogo, respectivamente.
Foram 13: sete no Carioca, um em amistoso, dois na Copa do Brasil, dois no
Brasileiro e um na Sul-Americana.
Neste
ano, chegou a 100 jogos pelo Flamengo sem qualquer alarde. Alcançou tal marca
na derrota por 2 a 1 contra o Vila Nova. Entrou no segundo tempo do amistoso,
em Goiânia.
Gabriel
recupera-se de problema na parte posterior da coxa direita, e Berrío está
suspenso na Copa Libertadores. Ponta veloz, mas de rendimento bem abaixo do
esperado até então, Cirino aproveitará a nova chance ou seguirá sem qualquer
destaque na Gávea? Com a resposta, o próprio.

COMENTÁRIOS: