Flamengo tem dois dos quatro piores públicos de times da Série A.

13
GLOBO
ESPORT
E: Se dentro de campo o Flamengo fez bonito, venceu o Bangu por 3 a 0,
pela terceira rodada da Taça Rio, e se classificou antecipadamente para as
semifinais do Campeonato Carioca, garantindo a vantagem do empate na fase
decisiva. Fora dele, o Rubro-Negro obteve uma marca que não merece comemoração.
O público reduzidíssimo de 1.237 pagantes no Raulino de Oliveira, em Volta
Redonda, é o pior do time carioca em 2017 e o terceiro menor dentre as equipes
da Série A, considerando apenas as partidas que fizeram em casa neste ano.
Até
então, o recorde negativo de público do Fla havia sido anotado na goleada por 5
a 1 sobre a Portuguesa-RJ, no dia 11 de março, pela primeira rodada da Taça
Rio. Na ocasião, 1.301 torcedores pagaram ingresso para assistir ao jogo,
realizado no mesmo palco da partida desta quarta-feira.
Contra
a Lusa Carioca ainda tinha a “desculpa” de o técnico Zé Ricardo ter
utilizado o time reserva. Algo que não aconteceu diante do Bangu. Os números
evidenciam de que a Cidade do Aço não é a melhor opção para o Rubro-Negro
enquanto a Arena na Ilha não estiver pronta e o Maracanã não estiver
disponível.

Em
comparação com os 20 clubes da elite nacional que jogaram em seus domínios,
esses jogos do time rubro-negro no Raulino de Oliveira foram superiores somente
a duas partidas: Fluminense 3 x 0 Volta Redonda, também pelo Carioca, e
Atlético-GO 1 x 0 Crac, pelo Campeonato Goiano.
O
duelo entre o Tricolor Carioca e o Voltaço registrou o segundo menor público
dentre os times que disputarão a Série A do Campeonato Brasileiro. Apenas 1.080
pagantes compareceram em Moça Bonita, em jogo válido pela quinta rodada da Taça
Guanabara. Enquanto na partida do Dragão, 736 testemunhas compraram ingresso no
estádio Olímpico, o pior público como mandante dos times da elite. Confira o
Top 10 na tabela abaixo:

COMENTÁRIOS: